sexta-feira, 1 de maio de 2009

Confrontos em Berlim e Hamburgo na véspera das comemorações

Na véspera do 1º de Maio, na Alemanha registaram-se confrontos em Berlim e Hamburgo entre esquerdistas e a polícia, de que resultaram ferimentos ligeiros em 32 agentes e dezenas de detenções, de acordo com as autoridades.
Em Berlim, um grupo de cerca de 200 esquerdistas promoveram uma manifestação não autorizada no bairro de Friedrihshain, lançaram pedras e garrafas contra a polícia e incendiaram contentores do lixo.

O forte dispositivo policial, composto por mais de mil agentes, obrigou os manifestantes a dispersar e cercou o perímetro do bairro com veículos pesados, incluindo canhões de água, efectuando mais de uma dezena de detenções.

Em Hamburgo, manifestantes partiram à pedrada a montra de um banco e incendiaram vários contentores do lixo, lançando também garrafas contra a polícia.

Já depois da meia-noite, o corpo de intervenção evacuou a rua onde ocorreram os distúrbios e deteve dezenas de manifestantes.

O balanço geral nas duas maiores metrópoles alemãs da chamada «noite das bruxas», que se festeja na véspera do 1.º de Maio, foi no entanto positivo, em comparação com os graves confrontos registados em anos anteriores, sublinharam porta-vozes da polícia.

Só em Berlim, mais de seis mil pessoas juntaram-se aos festejos da «noite das bruxas» nos bairros de Kreuzberg e Friedrichshain.

Para hoje, além da tradicional manifestação convocada pelos sindicatos, no centro da cidade, estão marcadas várias manifestações de grupos esquerdistas em Berlim, quase todas concentradas no bairro de Kreuzberg, e a polícia teme que, ao começo da noite, quando houver muito jovens alcoolizados, volte a haver distúrbios.

Mais de cinco mil agentes de todo o país foram destacados para a capital alemã para garantir a segurança no 1º de Maio, que em anos anteriores foi pretexto para confrontos entre grupos esquerdistas e anarquistas e a polícia de intervenção.

Além das manifestações, a polícia terá de vigiar também uma festa do partido neonazi NPD, junto à sua sede, no bairro de Koepenick, que vários grupos anti-fascistas pretendem impedir.

Fonte: TSF(Rádio Notícias)
http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=1218381

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget