sábado, 3 de abril de 2010

Neonazista admite ter planejado assassinato de Obama em 2008

Pena de Daniel Cowart pode chegar a 75 anos; mais de 100 negros estavam na lista do americano

WASHINGTON - Um americano neonazista do Tennessee acusado de planejar o assassinato de vários negros americanos em 2008, inclusive o do então candidato à presidência Barack Obama, admitiu na noite da segunda-feira, 29, sua culpa ante os oito processos enfrenta por ligação com os crimes, informou o Departamento de Justiça dos EUA, segundo a o canal CNN.

Arquivo/Associated PressFoto do acervo pessoal de Cowart; ele carrega suástica tatuada no braço direito.

Daniel Cowart, de 21 anos, admitiu conspirar com Paul Schlesselman, do Arkansas, em um plano para matar mais de 100 negros. Ambos se descrevem como neonazistas e foram presos em 2008 depois de uma tentativa de roubo frustrada em Jackson, cidade do Tennessee.

Cowart se declarou culpado por ameaçar de morte e de tentar causar danos corporais a um candidato presidencial, conspiração, depredação de propriedade religiosa e por cometer vários outros crimes relacionados ao uso e porte de armas para fins criminosos.

O companheiro de Cowart, Schlesselman, havia admitido a culpa nos crimes em janeiro. Ele será julgado em 15 de abril e pode pegar até 10 anos de prisão. Já a pena de Cowart, segundo o Departamento de Justiça, pode chegar a até 75 anos.

Fonte: Estadão
http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,neonazista-admite-ter-planejado-assassinato-de-obama-em-2008,531281,0.htm

Matéria de 27 de outubro de 2008:
Abortado plano neonazi para matar Barack Obama e realizar massacre no Tennessee

Matéria de 19 de abril de 2009:
Movimento de extrema-direita pode estar crescendo nos EUA

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget