segunda-feira, 5 de julho de 2010

John Rabe: O nazi antinazi

de FLORIAN GALLEMBERGER
A incrível história de John Rabe: um nazi que se transformou num herói anti-nazi
Manuel Halpern

Como é que um membro do Partido Nazi se transforma num herói que salva 200 mil chineses, na guerra entre o Japão e a China, que antecedeu a II Guerra Mundial? John Rabe é uma personagem fascinante. Director da Siemens em Nanjing, presenciou a invasão nipónica, onde se cometeram as maiores atrocidades, e não ficou de braços cruzados. Criou uma zona neutral, onde albergou 200 mil pessoas, poupando-as da morte e da miséria. A personagem é suficientemente ambígua para ser rica. Já é o terceiro filme dedicado a esta personagem, mas este talvez seja o mais grandioso.

Florian Gallenberg, basenado-se nos seus diários, apresenta John Rabe como uma figura incompreendida. Por viver tanto tempo na China, cerca de 20 anos, não se teria apercebido das barbaridades que se esperavam do próprio regime nazi, em que se inscrevia. Ele próprio, ingenuamente, escreveu uma carta a Hitler, denunciando os excessos da guerra nipónica. Quando regressou à Alemanha foi interrogado, mas acabou, mais tarde, por ocupar um cargo na Siemens. No final da guerra pediu a sua desnazificação. Mas demorou algum tempo a reconhecerem-se todos os seus méritos.

O filme ganha por retratar um lado menos conhecido da guerra e por conseguir criar uma personagem grandiosa, que faz um percurso humanista ao longo do tempo. O realizador coloca-nos no lugar da personagem de Steve Buscemi, o benemeritíssimo e rufião médico americano, que, desde o início, chama Rabe de nazi. Mas John Rabe não nasce grandioso, muito pelo contrário, mas faz-se o mais improvável herói de uma China dilacerada.

Fonte: AEIOU(Portugal)
http://aeiou.visao.pt/john-rabe-o-nazi-anti-nazi=f560836

Trailer do filme:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget