sábado, 14 de agosto de 2010

Der Untergang II - Orkut x Google Me x Facebook

Como um post anterior, "Der Untergang Orkut - A Queda", aparentemente fez muito 'sucesso' entre os "revis"(risos), resolvi fazer outro, sobre a mesma questão, pra dar aos "revis" as notícias mais recentes sobre essa nova rede social do Google, pois pelo visto uma parte ainda acha que é boataria de internet e não notícia séria(quente) por acharem que aquele tipo de site(Orkut), com toda bandalheira que rola nele, durará "pra sempre".

Traduzirei e colocarei abaixo desse texto/comentário, uma notícia bem recente sobre as especulações em torno do lançamento do Google Me. Agora não mais especulam a existência da rede social e sim seu lançamento.

O Google Me, se o Google mantiver esse nome, será a nova rede social do Google elaborada pra concorrer diretamente com o Facebook, e será lançada provavelmente até o fim do ano(segundo rumores recentes).

Pros "revis" a notícia não é boa, daí a razão do provável chilique(mais risos), pois se o Google bater o martelo pro Orkut, uma vez que só dará ênfase ao Google Me, eles perderão o principal "canal" de divulgação de lixo "revisionista" e neonazi na internet direcionado ao Brasil. A questão é que ninguém sabe ainda ao certo como será essa nova rede e que "destino" o Google dará ao Orkut. Só o Google pode bater o martelo nessa questão, mas se espera(pelos rumores) que a coisa ocorra ainda esse ano.

O curioso de tudo isso é que foi feito um texto aqui reproduzindo o que saiu na imprensa(e continua saindo continuamente notícias sobre o Google Me, não lê quem não quer) a respeito dessa nova rede social do Google e os caras se portam como se a ideia do Google e a notícia a respeito dessa nova rede do Google tivessem saído daqui e não de jornais/sites de notícia. O fanatismo desses caras é tão grande que não conseguem nem ler direito uma matéria. Haja também analfabetismo funcional e alienação.

O Google visa com o lançamento dessa nova rede uma concorrência pra valer com o Facebook já que o Orkut, além de ter ficado pra trás da rede do Zuckerberg, não possui condição alguma de rivalizar de igual pra igual com o Facebook. Só pra constar, as duas redes, Orkut e Facebook, são da mesma época mas só o Facebook deslanchou mundo afora.

Segue abaixo a tradução de uma notícia bem recente sobre o Google Me e a movimentação em torno dele.
___________________________________________________
O império contra-ataca: Google corre atrás das redes sociais
Por Rafael Lanfranco
13 de Agosto de 2010

Nestes meses o ambiente das redes sociais na Internet tem ficado mais quente. Fontes próximas ao Facebook afirmaram com muita segurança que o Google está próximo de lançar um novo, e talvez definitivo intento para enfrentar a popular rede social e seus 500 milhões de usuários, e mais o ingresso publicitário de US$1.2 bilhões.

Alguns fatos confirmam a direção estratégica do buscador. Na semana passada, a empresa confirmou a compra da Slide, firma norteamericana que desenvolve jogos para web pela bagatela (para Google é) de US$228 milhões. Antes disso, o Google havia feito um investimento silencioso na Zynga, criadora de jogos sociais como Mafia Wars e Farmville, de tremendo sucesso no Facebook, pelo que se foi comentado, com outra bagatela: US$100 milhões. Para rematar esta semana, o site de Tecnologia, Tech Crunch, disse que o Google estaria comprando a Jambool por US$70 milhões, uma firma que oferece serviços de pagamentos/negócios para criação de moedas virtuais. Esta empresa permite transações de bens no mundo digital, como também o está fazendo o Facebook com seu Facebook Credits. O conceito é o mesmo que a Linden Dollars, a moeda do mundo virtual social, Second Life, com a qual os jogadores podem adquirir propriedades, poderes, objetos dentro dos mesmos jogos sem ter que ingressar um número de cartão de crédito a cada transação.

Todas estas movimentações demonstram que o Google está juntando as peças para quando o tabuleiro estiver pronto. E ele estaria pronto dadas as recentes reações da concorrência. É sintomático que Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook tenha declarado um “confinamento” de 60 dias, trabalhando inclusive nos fins de semana, para azeitar sua multimilionária máquina digital frente ao que pode disparar o Google Plex.

E desta vez se esperaria uma bala grande com um produto central, um hub(centralizador) social potente pelas lições aprendidas com os intentos anteriores.

Apesar de ser uma empresa não acostumada aos fracassos, o Google tem sido especialmente débil no social. O Orkurt, rede que adquiriu em 2004, teve grande acolhida no Brasil e Índia, mas muito pouca no resto do planeta, um extremo que fez o Google mudar suas operações para a subsidiária no Brasil. Depois lançou o Buzz, sua esperada rede de microblogging, integrada ao correio eletrônico, "marketeada" como um “Facebook killer” mas de sucesso relativamente curto por problemas de privacidade. Finalmente foi lançado o Google Wave, algo assim como um Wiki em tempo real cujos benefícios nunca foram totalmente compreendidos pelos usuários. Devido a isto o Google decidiu encerrar o também alardeado projeto na semana passada.

O problema talvez se deva a que até o momento o Google tratou de reforçar as aplicações que já tem (mail, mapas, profiles, search, etc) para só então aproximá-las do social, mas sem chegar a lograr completamente como uma rede. Como sustenta Brian Heater do PCMag.com, o desafio do Google é criar seu próprio Facebook mas de cima pra baixo, aproveitando tudo que já tem, em lugar de fazê-lo do zero. Se espera que este seja o Google Me, mas o desafio é grande. O esforço demandará encontrar um elemento de diferenciação que possa distingui-lo do Facebook para justificar habitar este novo espaço.

Analistas assinalam que o sucesso deste projeto é fundamental para o Google: se funciona, terá a oportunidade de pelo menos desacelerar a rápida expansão do Facebook que vem se consolidando como nova plataforma para ordenar a web e distribuir publicidade (ver post do blog de Nestor Gallo), através das preferências dos usuários. Se fracassa como nos intentos anteriores, a rede social de Palo Alto haverá derrotado o único rival capaz de lhe fazer frente. A arena está pronta.

Fonte: Semanaeconomica.com
http://semanaeconomica.com/articulos/57375-el-imperio-contraactaca-google-vuelve-tras-las-redes-sociales
Tradução: Roberto Lucena

P.S.(1) em caso de chilique da patota viúva do cabo austríaco porque não gostou da notícia, 'encher o saco' do Google que é o dono dos sites e das mudanças. Aqui não é espaço pra "chilique" e "chororô" de "revisionista" e afins. Favor de pelo menos lerem o texto(e interpretá-lo direito).

P.S.(2) antes que algum "engraçado" de plantão venha divulgar essa info como "bomba" pra provar que as notícias em torno dessa rede social do Google estão erradas, Google Me também é o nome de um documentário sobre o Google, mas não tem nada a ver com esse projeto da nova rede social do Google.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget