quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Testes de DNA revelam ascendência de Hitler

Testes de DNA revelam que 'Hitler era descendente de judeus e africanos'

Rio - Testes de DNA realizados em parentes de Adolf Hitler revelam que o líder nazista provavelmente era descendente de judeus e africanos. As informações são do Daily Mail.

(Foto)Adolf Hitler Foto: Reprodução

A descoberta ocorreu a partir do DNA recolhido de um guardanapo usado por um dos três descendentes conhecidos de Hitler que vivem em Long Island, Nova Iorque.

O jornalista Jean-Paul Mulders utilizou os serviços do historiador Marc Vermeeren para encontrar um dos primos do líder nazista, na região Waldviertel, Áustria, e outros 39 parentes distantes de Hitler, que se suicidou em seu bunker em Berlim, em abril de 1945.

O parente em questão deu uma amostra de sua saliva para os exames.

Utilizando as amostras do parente austriaco e do DNA do guardanapo, Mulders afirma que a ligação entre os dois era "irrefutável, o cromossomo Y é idêntico".

Esta forma particular do DNA - Haplopgroup E1b1b (Y-DNA) - é rara na Alemanha e mesmo da Europa Ocidental.

O DNA de Hitler continha o haplogrupo E1b1b, comumente encontrada na berberes (povo nômade do norte da Á frica) do Marrocos e também tem relação com os cromossomos Y de judeus sefarditas (oriundos de Marrocos, Espanha e Portugal).

"Pode-se afirmar a partir desta premissa que Hitler estava relacionado com pessoas que ele desprezava", disse Mulders. 23 ago excluir Carlos

Fonte: Terra
http://odia.terra.com.br/portal/mundo/html/2010/8/testes_de_dna_revelam_que_hitler_era_descendente_de_judeus_e_africanos_105110.html

Matéria saiu em:
DNA tests reveal Hitler's Jewish and African roots (Haaretz)
Hitler 'had Jewish and African roots', DNA tests show (Telegraph)

Comentário breve: a notícia deixou muito "revisionista"/neonazi/fascista com nervos a flor da pele(rs). Só que deixando a cutucada nos neos/"revis" de lado e falando sério, em virtude do que deu pra notar de pessoas emitindo uma série de opiniões bizarras sobre o tema, repletas de crendice e "senso comum", achei que viria a calhar abrir um espaço na parte de bibliografia só pro assunto racismo. Assim se abre um espaço específico pra divulgar livros que sejam informativos e com ligação direta com o assunto.

3 comentários:

Luiz Carlos disse...

fazer oque mas é uma mancha hitler ser judeu, prova que ele era um louco e ignorante destruir seu povo.

Roberto disse...

Só há um problema com esse tipo de afirmação: é que Hitler, apesar do teste, não seria judeu, nem pelas leis nazistas. E tampouco ele se achava judeu para "pensar no seu povo judeu" como foi afirmado, pra ele o povo dele era o povo germânico (é como ele se identificava e era o contexto ao qual ele era inserido), e extendendo mais a ideia de "arianismo", a tara racista dos nazistas ou tipo ideal seria o tipo nórdico (dos países nórdicos, loiro etc).

A matéria aborda na verdade outra coisa: a idiotia da ideologia nazi que não tinha conhecimento para saber biologicamente quem carregava ou não alguma ascendência judaica, e a ironia dele ter alguma ascendência judaica, mesmo que remota.

Os critérios de ancestralidade judaica pelo nazismo iam até a quarta geração, depois disso a coisa era ignorada pois a própria ideia de eugenia da época abordava a "ideia de raça" dessa forma.

Essa redução do nazismo e do genocídio/destruição na guerra a uma suposta loucura de um ditador é também sempre problemática pois não foi ele sozinho quem fez a máquina nazista, ele jamais chegaria ao poder só. Igual a ele havia vários naquela época (e hoje) que pensam da mesma forma e concordam com essas "teologias" racistas ou crenças racistas.

Hitler é fruto de uma época, que pelo visto reluta em ser deixada pra trás pois essas crendices racistas perduram até hoje.

Roberto disse...

Num jornal espanhol tinha uma espanhola indignada com uma matéria sobre um ataque a espanhóis na Inglaterra onde um britânico atacava os espanhóis com xingamentos racistas, como se eles fossem "lixo" etc.

A indignação da cidadã espanhola era porque eles eram da "mesma raça". Comecei a ironizar a coisa mostrando qual a crença reinante no racismo britânico sobre espanhóis e afins e a cidadã em vez de aceitar o fato continuou defendendo que "existem raças", que o ataque não foi tão grave assim "pois são da mesma raça" (branca) e outras idiotices do tipo. Impressiona o quanto essas crenças racistas são disseminadas na Espanha ou enraizadas, e justo com um povo que não é visto de forma "espetacular" na Europa e fora da Europa, pois crenças racistas são usadas pra "justificar" alguma "excepecionalidade" de um povo (pejorativamente ou pra exaltação política).

Se em pleno século XXI, com pessoas que tem acesso à leitura, ou seja, podem entender logicamente que o racismo é uma crença e construção social, as pessoas ainda defendem isso como "verdade absoluta", é de fato difícil tratar o assunto com essas mitificações.

É por esse motivo que estou fazendo um adendo ao post (comentando), pra que não se crie brechas de dupla interpretação da matéria, pois a matéria é bem clara. A afirmação acima que diz que Hitler era ignorante ao "destruir seu povo" é totalmente equivocada, a matéria não trata disso ou não diz isso.

Esse é o tipo de assunto que não se deve fazer concessões ou ser flexível, quer por questões éticas/morais como pelo fato das crenças racistas serem idiotice e pseudociência, algo falso, que só resistem no mundo como crença e xingamento pra segregar e ofender terceiros.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget