terça-feira, 25 de janeiro de 2011

‘Dia D’, de Antony Beevor. A verdade sobre a Normandia

Antony Beevor volta a fazê-lo. Conseguiu, em pouco menos de vinte dias chegou ao mais alto posto nas listas de venda com seu último ensaio, "Dia D", sobre o desembarque na Normandia das forças aliadas durante a II Guerra Mundial. O livro saiu à venda na Espanha no último dia 10 e é editado pela Editorial Crítica.

Beevor declarou que a batalha da Normandia tem sido mitificada por culpa do cinema e da televisão, e que muita gente tem um conceito errôneo do que na realidade significou o desembarque das tropas aliadas, sem conseguir distinguir realidade e ficção.

"Não foram heróis todos os que participaram do desembarque da Normandia"
Com este livro, Antony Beevor pretende desmontar esta imagem irreal de uma das batalhas mais famosas da história. Ele nos fala das vítimas civis, os franceses que sofriam baixas por parte dos dois lados rivais, o penoso avanço pelo território francês, as miseráveis dimensões entre os chefes militares, e o pior de qualquer guerra: os feridos, os desnudos e os mortos.

Através de cartas privadas, diários de soldados e antigas entrevistas, o historiador pode reconstruir este sangrento episódio de nossa história, da história de todos. Beevor continua com sua particular mescla de rigor histórico junto a uma especial habilidade para se conectar com os protagonistas da história, conseguindo um complexo equilíbrio entre os aspectos pessoais e os detalhes bélicos da contenda.

Antony Beevor, educado em Winchester e Sandhurst, foi oficial regular do exército britânico. Abandonou o exército depois de cinco anos de serviço e se mudou pra Paris, onde escreveu sua primeira novela. Seus ensaios, traduzidos para mais de trinta idiomas e publicados em castelhano pela Ed. Crítica, foram recompensados com vários prêmios, especialmente Stalingrado (2000), merecedor do Samuel Johnson Prize, o Wolfson History Prize e o Hawthornden Prize, e Berlim. A queda, 1945 (2002), que ficou conhecido em uma dúzia de edições em espanhol.

"O perigo é que o conhecimento histórico da maioria das pessoas procede de filmes e séries de televisão, mais que dos livros. Vivemos numa sociedade pós-literária onde a imagem é mais importante e poderosa que a palavra."
Se vocês gostam de historia, como eu, estão com sorte, e isso que a história contemporânea não é minha favorita. Beevor consegue engatar com seus livros como se fossem a melhor das novelas. Além disso, estou de acordo com a frase que se diz de ‘uma sociedade pós-literária’, na qual muitas vezes se dá por certo verdades pelo simples fato de vê-las na televisão. Por certo, vale a pena dar uma olhada na página do livro na editora já que inclui bastante informação adicional.

Um livro, enfim, para disfrutar da história.

Via | Europa Press

Fonte: Papel en blanco(Espanha)
http://www.papelenblanco.com/ensayo/el-dia-d-de-antony-beevor-la-verdad-sobre-normandia
Tradução: Roberto Lucena

Ver mais:
Beevor's D-Day (The Telegraph, Reino Unido)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget