sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Michael Zimmermann: "Perseguição nazista dos ciganos na Alemanha e Áustria, 1933-1942" (Holocausto)

Trecho do texto de Michael Zimmermann, "Intent, Failure of Plans, and Escalation: Nazi Persecution of the Gypsies in Germany and Austria, 1933–1942 (Intenção, planos fracassados e a escalada: perseguição nazista dos ciganos na Alemanha e Áustria, 1933-1942)" sobre a perseguição, deportação e assassínio por asfixia de ciganos em vans de gás no campo de Chelmno(Kulmhof).

Do texto original:
When, in the fall of 1941, the systematic deportation of German Jews began, Roma from Austrian Burgenland were affected as well.24 The ground for persecution of this particular group was prepared by Tobias Portschy, who in 1938 was made Landeshauptmann for Burgenland, where Roma had lived a settled existence for more than 150 years. Portschy gave the “Gypsy question” priority over the “Jewish question.”25 As a “National Socialist solution of the Gypsy Question,” Portschy suggested sterilization, forced labor in work camps, deportation to eventual German colonies, and bans on school education, military service, and hospital care.26

In the following years, many in the Ostmark (the former Austria) continued vehemently to demand a radical solution of the Burgenland “Gypsy problem.” The extraordinary fervor of this particular witch-hunt, against the Burgenland Roma, explains why, after the first Gypsy deportation in May 1940, these Roma were made the priority group for a second Gypsy transport to the General Government.27 When the police saw this possibility in the fall of 1941, 5,000 Burgenland Roma were deported to the Lodz Ghetto and crowded together there in a special sector. Like the Jews, the Roma were suffocated in gas vans in Kulmhof.
Tradução:
Quando, no outono de 1941, a deportação sistemática dos judeus alemães começou, os Roma do Burgenland austríaco foram afetados também.24 O terreno para a perseguição deste grupo em particular foi elaborado por Tobias Portschy, que em 1938 foi feita Landeshauptmann para Burgenland, onde os Roma tinham vivido uma existência fixa por mais de 150 anos. Portschy deu a "questão cigana" prioridade sobre a "questão judaica."25 Como uma "solução nacional-socialista para a questão cigana", Portschy sugeriu a esterilização, o trabalho forçado em campos de trabalho e a deportação para eventuais colônias alemãs, e também as proibições de educação escolar, serviço militar e assistência hospitalar.26

Nos anos seguintes, muitos no Ostmark (a antiga Áustria) continuaram veementemente a exigir uma solução radical do Burgenland para o "problema cigano". O fervor extraordinário deste particular "caçador de bruxas" contra os Roma do Burgenland, explica porque, depois da primeira deportação cigana em maio de 1940, estes Roma se tornaram o grupo prioritário paro o segundo transporte de ciganos para o Governo Geral.27 Quando a polícia viu esta possibilidade no outono de 1941, 5000 Roma do Burgenland foram deportados para o gueto de Lodz e amontoados juntos em um setor especial. Como os judeus, os ciganos foram asfixiados em furgões(vans) de gás em Kulmhof(Chelmno).
Notas:

24. Thurner, National Socialism, págs. 102–105; Lewy, Nazi Persecution, pp. 56–62,
107–16; Zimmermann, Rassenutopie, págs. 101–05, 223–29.

25. Dokumentationsarchiv des österreichischen Widerstandes (a seguir DÖW), 11.532,
Grenzmark Burgenland, Wahlzeitung zum 10.4.38, Folge 5, 5.4.1938.

26. DÖW 4.969, Tobias Portschy, Die Zigeunerfrage, August 1938.

27. Em fevereiro de 1942, houve um terceiro transporte de deportação de cerca de 2000 Sinti do leste da Prússia para Bialystok e, no outono de 1942, de lá para o Gueto de Brest. Não sabemos muito sobre o plano de fundo destas deportações (Zimmermann, Rassenutopie, págs. 228–29).

Fonte: Intent, Failure of Plans, and Escalation: Nazi Persecution of the Gypsies1 in Germany and Austria, 1933–1942; Michael Zimmermann (USHMM)
http://deimos3.apple.com/WebObjects/Core.woa/DownloadTrackPreview/ushmm.org.1434142334.01434142337.1448216329.pdf
Tradução: Roberto Lucena

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget