terça-feira, 9 de abril de 2013

MP avalia possível denúncia contra neonazista que teria agredido morador de rua em BH

Rapaz postou foto no Facebook onde aparece supostamente enforcando a vítima
Ramon Guerra, do R7 MG | 09/04/2013 às 18h02

neonazista. O próprio membro de grupos extremistas publicou a imagem no Facebook

O Ministério Público Estadual (MPE) confirmou, na tarde desta terça-feira (9), que está avaliando a possibilidade de denunciar o rapaz neonazista que teria agredido um morador de rua na região da Savassi, em Belo Horizonte. O caso começou a repercutir na última sexta-feira (5), quando o próprio jovem, de 25 anos, identificado como Donato Di Mauro postou uma imagem da ação no Facebook.

A assessoria de imprensa do órgão informou que o pedido de investigação partiu do Centro Nacional de Defesa dos Direitos Humanos da População em Situação de Rua (CNDDH), e encaminhado para a Promotoria de Direitos Humanos. Ainda não há a definição de qual promotor será o responsável pelo caso. Não há prazo para a definição sobre o início [ou não] da investigação.

Segundo Maria do Rosário de Oliveira Carneiro, advogada da CNDDH, os responsáveis pelo Centro, que é um projeto da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, chegaram até o caso da suposta agressão através da imprensa.

— Recolhemos as denúncias e fazemos buscas ativas na imprensa. Um dos objetivos do centro é combater a violência contra a população em situação de rua. Com indícios, nós analisamos e pedimos providências.

A advogada afirma que o homem que aparece na imagem supostamente sendo agredido por Di Mauro ainda não foi localizado. A intenção é que, com a investigação do Ministério Público, órgãos públicos ligados também à Prefeitura de BH possam ajudar na busca da vítima.

Dados do CNDDH mostram que, em pouco mais de dois anos, 90 moradores de rua foram mortos somente em Belo Horizonte. O risco para quem vive nas ruas chega a ser 50 vezes maior do que para o restante da população.

Fonte: R7
http://noticias.r7.com/minas-gerais/noticias/mp-avalia-possivel-denuncia-contra-neonazista-que-teria-agredido-morador-de-rua-em-bh-20130409.html

Ver ,mais:
Imagem de neonazista enforcando negro com corrente em Belo Horizonte provoca revolta (R7)

7 comentários:

Daniel Moratori disse...

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/04/neonazista-donato-apanha-na-prisao.html

Vi agora no facebook pessoal compartilhando esse lin.
Continuação do caso para postarem.
Nesse tem o video da prisão:

http://guardasmunicipaisnoticias.blogspot.com.br/2013/04/neonazista-que-postava-fotos-agredindo.html

Guefiltefish disse...

Por mais absurda, indigna e chocante que seja a foto desse idiota enforcando um morador de rua, não posso e não consigo acreditar que um linchamento seja a solução.
Eu gostaria de saber aonde, passo a passo, ele aprendeu essa "ideologia"...

Roberto disse...

Não foi preciso nem cruzar o Atlântico já que esse racismo foi trazido pro país há séculos, eles aprendem isso no país mesmo no meio que crescem, apenas usam uma ideologia de fora pra extravasar ou chamar atenção. Um país com um passado escravocrata de 4 séculos tem enraizado o racismo contra negros e outras minorias.

Uma parte desse pessoal usa essas ideologias de fora como escape ou pra requintar esse racismo principalmente anti-negro no Brasil. São racistas que gostariam da volta dos tempos da escravidão.

Roberto disse...

Esse caso retrata mais uma vez membros de gangues, que geralmente são vistos pelos "cabeças" de outros grupos como a parte descerebrada do mesmo e que causam problemas pra "imagem" deles.

Dos grupos de extrema-direita/fascistas do Brasil, os integralistas são os piores e mais articulados. O termo nazi em geral acaba criando uma confusão pra população entender o problema, porque em virtude de chamar muito a atenção, isso acaba acobertando (deixando na surdina) outros grupos de extrema-direita.

Guefiltefish disse...

Antes de fazer parte de qualquer movimento estúpido, irracional e radical, é preciso saber bem sua proposta.
Se os membros latinos e miscigenados dessas gangues tropicais aportassem nos territórios dos neonazistas na Alemanha, começariam a apanhar antes mesmo de abrir a boca.

Roberto disse...

"Antes de fazer parte de qualquer movimento estúpido, irracional e radical, é preciso saber bem sua proposta."

Esse é um dos problemas desses bandos, não possuem "proposta" alguma, até pra fascistas são completamente lunáticos e seriam chacota de algum grupo fascista mais organizado. Não sabem o que defendem a não ser violência e racismo, não sabem se são nacionalistas, odeiam o Brasil em geral (fascista que odeia o próprio país é algo no mínimo hilário), ficam com um transe de apego/exaltação desmedido a ascendência, e são altamente paranoicos e desorganizados (algo que não é ruim do ponto de vista do país).

Ao contrário dos grupos da Europa (generalizando já que há diferença de país pra país), esses fascistas brasileiros não possuem uma bandeira definida, a não ser repetir como papagaio o negacionismo estrangeiro.

Roberto disse...

"Se os membros latinos e miscigenados dessas gangues tropicais aportassem nos territórios dos neonazistas na Alemanha, começariam a apanhar antes mesmo de abrir a boca."

É algo que intriga todo mundo, acho que num documentário do Antonio Salas (espanhol), Diário de um Skin Head, ele comenta o cenário neonazi na Espanha e a maluquice que é do ponto de vista espanhol ter um neonazi hispânico, pois em geral há preconceito de países do Norte da Europa com os do Sul, e o racismo em geral é determinado pela tonalidade da pele (principalmente) e não só pela procedência, e nesse quesito os espanhois não se enquadram bem no biotipo cultuado pelos nazis originais que era aquele biotípico nórdico apesar de vários deles não aprentarem esse biotipo começando pelo próprio cabo Adolfo que era baixinho pros "padrões arianos nazis".

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget