sábado, 29 de junho de 2013

Evidência fotográfica dos fuzilamentos em massa: 1. Sdolbunov (gueto de Mizocz, Ucrânia, Holocausto)

Em outubro de 1942, os judeus do gueto de Mizocz foram assassinados em uma ravina em Sdolbunov Gebietskommissariat, ao sul de Rovno (Rivne), por membros do Gendarmerie alemão e do Schutzmannschaft ucraniano. Fotografias dos fuzilamentos são reproduzidas aqui e aqui.

O USHMM (Museu Memorial do Holocausto dos EUA) explica como as fotografias vieram a domínio público:
De acordo com o Zentrale Stelle na Alemanha (Zst. II 204 AR 1218/70), esses judeus foram coletados pelo Gendarmerie alemão e o Schutzmannschaft ucraniano durante a liquidação do gueto de Mizocz, que continha cerca de 1.700 judeus. Na véspera da liquidação do gueto (13 de outubro de 1942), alguns dos habitantes se levantaram contra os alemães e foram derrotados depois de uma curta batalha. Os membros restantes da comunidade foram transportados do gueto para esta ravina no Sdolbunov Gebietskommissariat, sul de Rivne, onde eles foram executados. Informações sobre esta ação, inclusive as fotos, foram adquiridas por um homem chamado Hille, que era o Bezirks-Oberwachtmeister da Gendarmerie na época. Hille, aparentemente, deu as cinco fotos (havia originalmente sete) para a firma de advocacia de uma empresa têxtil em Kunert, Tchecoslováquia, onde trabalhou como porteiro depois da guerra. O governo checo confiscou as fotos do advogado em 1946 e, posteriormente, tornou-as públicas. As fotos, que realmente mostram o assassinato de judeus em conexão com a liquidação do gueto, também foram confirmadas como autênticas por um comunicado do Gendarmerie-Gebietsfuehrer Josef Paur em 1961.
A confirmação da autenticidade das fotos foi então confirmada por um perpetrador, Josef Paur, cujo julgamento pode ser encontrado aqui.

A ignorância dos negadores relativas a essas fotos pode ser medida a partir desta discussão na Cesspit e deste artigo de Porter. Nenhum deles tem conhecimento do julgamento de Paur, nem o fato de que os perpetradores eram Gendarmerie e ucranianos (daí o fracasso dos negacionistas em identificar os uniformes). Note-se também como Porter critica uma fotografia por conter sangue e uma outra fotografia na qual o sangue é supostamente ausente!

Fonte: Holocaust Controversies
Texto; Sergey Romanov
Photographic Evidence of Mass Shootings: 1. Sdolbunov
http://holocaustcontroversies.blogspot.com.br/2008/10/photographic-evidence-of-mass-shootings.html
Tradução: Roberto Lucena

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget