quinta-feira, 29 de maio de 2014

Sobre fakes

Já comentei sobre o problema de pessoas usando fakes pra discutir/comentar com "revis" aqui (confiram a tag trolls) e sinceramente não pretendo me estender mais sobre a questão, já saturou. Mas há um problema recorrente com esses fakes que é o fato deles atiçarem a paranoia de "revis" que automaticamente miram nos sites que são contrários a eles, tanto aqui como o site do Daniel (A Vida No Front) acabam sendo visados pelo ato tresloucado dessas pessoas. Digamos que ninguém gostou muito da "brincadeira".

Alguns anos atrás chegou mensagem anônima no blog, quando foi deixado (como teste) a opção de comentários anônimos, que removi justamente pra cortar o mau uso de gente que não se identifica e fica postando denúncia e ataques pra sobrar o problema pra gente, e essa mensagem anônima sugeria que o Leo comentasse em um fórum "revi" pois só havia "dois judeus" "se defendendo" (sic) e devaneios do tipo. Pode ser dessa pessoa ou de outra, mas é de gente que circula nesses fóruns.

Houve também uma mensagem usando o nome do Leo num site "revi" que eu reportei a ele, e conforme ele confirmou, não foi ele que comentou. De cara dava pra notar que não é a forma dele comentar, mas é palhaçada fazerem isso. Sempre fica a suspeita de ser o mesmo perfil que deixa essas mensagens nesses fóruns com fakes de "Mascate", "Zico" "Arthur", "Sionista" etc e foi deixar esse "presente" pra que terceiros levem a culpa ou sejam xingados.

O perfil em questão não judeu é, é evangélico.

Mas voltando a parte mais acima, sobre o comentário "se defender". Essas pessoas têm que se defender de quê? Cometeram algum crime? "Ah, é dos ataques antissemitas...", Ok., mas essas pessoas não conseguem mandar um "revi" 'pastar' sozinhos? Ficam recebendo insultos por masoquismo? Se você gostar de receber insultos é porque é masoquista. É maluquice isso.

Alguém acha mesmo que vai mudar opinião de fanático via 'argumentação'? É maluquice crer nisso também. Não consigo entender essa postura, é postura de gente sem noção. É algo tão óbvio que não precisaria nem ser comentado.

Digo isso usando o RODOH como parâmetro. O RODOH é um fórum estrangeiro (dos EUA) de discussão sobre Holocausto, com "revis" dentro do fórum e não vejo esse chilique por lá, rola atrito em quase todo tópico (inevitável), e há ou havia membros judeus no fórum, a maioria dos Estados Unidos (boa parte do fórum é de membros dos EUA), e não lembro de ver chiliques deles por lá com "ó, um "revi" me xingou, ui!".

E não quer dizer que a discussão no RODOH seja amena, é que eles não ficam afetados com qualquer cretinice ou ataque que leem, porque se forem levar cada insanidade a sério vão surtar. Isso serve pra qualquer pessoa.

A expressão "se defender" continua errada porque passa a impressão de aceitação de "culpa" (de que cometeu algum erro) e vitimismo, algo a ser rechaçado. Eu não gosto desse tom vitimista em discussão, e não irei adotar esse tom porque alguém adota isso ou se sente diminuído ao discutir com esses bandos.

Mas alguns fatos podem ser destacados pra mostrar que quem entra nesses fóruns não deveria reclamar de ter entrado:
1. Ninguém foi forçado a entrar nesses fóruns/blogs pra discutir, quem foi, foi por livre e espontânea vontade. Não apontaram uma arma na cabeça de ninguém pra entrar, entraram porque quiseram.

2. Se alguém entra (vai discutir de forma virulenta com eles), então obviamente aguente o tranco. É algo bem óbvio, se você já chega "solando" quem recebeu geralmente vai revidar. Se não aguentam (não têm cabeça pra discutir com esse tipo de fanático, pois fascistas são fanáticos e não irão mudar de postura com discussão), pra que vão? Deem meia volta. Não tem sentido reclamar por terem entrado nesses fóruns, sabem de antemão o que vão encontrar nisso, o CODOH é um fórum "revi" estrangeiro aberto e dá pra ter uma ideia bem clara do que é postado nesse tipo de fórum.

3. Algo bastante relevante: não queiram bancar o "herói". Isso é uma postura estúpida e inconsequente, porque ao fazerem isso vocês estão atiçando o pessoal mais tresloucado (extremado, sem cabeça), que lê essas discussões, a fazerem besteira nas ruas pra extravasar a raiva irracional que sentem. Há neofascistas que saem agredindo pessoas nas ruas pra posar de "macho" (valente), vez por outra surge notícia de neofascistas agredindo gente na rua de forma grave pois algo acaba estimulando os ataques, pode ser uma mensagem qualquer que ativa isso. Não queiram ser cúmplices das sandices desses caras por estimularem o ódio deles.

4. Não se discute em fóruns levando discussões pro lado pessoal, por mais asquerosa que sejam as "ideias" dessas pessoas. Vocês não irão "mudar o mundo" levando toda ofensa pro lado pessoal. E isso não é uma postura de "Pollyana", é que ninguém em sã consciência irá "pirar" porque meia dúzia de imbecis escrevem asneiras e preconceitos
Ninguém aqui tem medo de discutir com "revis", só que esse assunto ou essas brigas alheias sem nexo saturaram, é um fato. No Brasil o nível de agressividade verbal é muito maior que fora, apesar dos estragos serem ainda menores (rola mais tiroteio de extremistas de direita fora do que internamente, ainda...). Só que não iremos levar a culpa dos atos de gente usando fakes pra atacar deliberadamente terceiros de forma aleatória achando que outras pessoas irão levar a culpa. Quem usa esse artifício sabe da paranoia deles, não pensem que a gente não percebe.

Como citei acima, um fake recorrente é um que usa o nick de "Zico, "Arthur", "Mascate" e sei lá quantos nicks, é figura recorrente nesses sites "revis", mas comenta sempre do mesmo jeito. O nick "Arthur" "Zico" etc é obviamente uma referência aquele clube da Gávea (bairro da cidade do Rio de Janeiro), pois Zico se chama Arthur Antunes Coimbra, e tem um "Nunes" também no meio, referências a jogadores, palhaçada sem tamanho. Quem acompanha futebol sabe da questão dos nomes dos jogadores.

Sendo torcedor deste clube, rubro-negro de origem (desde a fundação do clube) ao contrário do genérico carioca que deveria voltar a usar suas cores originais (azul e amarelo, fica bem melhor assim, rs), a última coisa que eu escolheria pra nick seria nome de jogador dessa coisa aí bancada pela Rede Globo. Pra quem acompanha futebol sabe do porquê dessa animosidade entre os clubes, digamos que não rola um "carinho" muito 'bom' entre essas torcidas, fora os bairrismos de parte à parte.

O perfil fake é do Ceará, inclusive já deixou link de blog nesses sites e os "revis" sequer olharam, ou se viram não quiseram comentar pra manter o "perfil interlocutor" da pessoa pro circo da "discussão" prosseguir. Até porque se ninguém comenta, eles só ficam "discutindo" entre eles e sempre a mesma repetição.

Mas enfim, se querem discutir, fiquem à vontade, ninguém aqui jamais impediu ou impedirá alguém de discutir o que quiser. Agora, não nos coloquem no meio dessas palhaçadas e discussões alheias. Se querem se digladiar, vão em frente, mas assumam o que comentam.

Como comentei no post da Copa, não acho que haverá post nesse período, então fica dado o aviso que eu acho que é o último sobre essa questão. Eu não quis apontar diretamente o problema antes pois achava que pudesse haver bom senso dessas pessoas e pararem com isso, mas pelo visto isso não rola e paciência também se esgota. Não é pelo fato de sermos contra o negacionismo do Holocausto (negação do Holocausto, vulgo "revisionismo") que concordamos com a atitude de outras pessoas que também são contra, e não somos obrigados a concordar.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget