terça-feira, 25 de agosto de 2015

Carnaval-Manicômio: O desfile da extrema-direita - viúva de 1964 - nas supostas marchas "contra a corrupção" (O que virou o "vem pra rua" despolitizado de 2013)

Era pra este post ter saído no dia 17, mas essas marchas de teor de extrema-direita se tornaram tão repetitivas que o próprio povo já está se dando da roubada que estavam apoiando ou fazendo vista grossa. Era pra ter saído mas mal havia sido feito, essas marchas são sempre a mesma coisa, o mesmo vazio, ignorância e vergonha alheia garantida. Gente sem pauta política séria, dispersa, com camisa da CBF viraram zombaria. Só falta colocar o 7x1 no escudo da CBF que esse pessoal apoia pra completar a "piada" não intencional que produziram.

Quero registrar também a cobertura porca da mídia estrangeira que, tirando a mídia dos EUA, a mídia da Europa evita chamar a coisa pelo nome, de que o grosso desses protestos foi puxado pela extrema-direita, quando sabem noticiar quando a extrema-direita na Europa apronta alguma ou mesmo quando a extrema-direita nos EUA também faz alguma coisa. Que dois pesos e duas medidas é esse? Estão achando que ninguém fora notou o extremismo dessas marchas com a internet mostrando o que a mídia brasileira evitou citar?

Voltando ao primeiro parágrafo, refiro-me à marcha do dia 16 último, num domingo, com mais outro espetáculo de viúvas da ditadura de 1964 comandando a "orquestra", principalmente na Avenida Paulista. Digo Av. Paulista pois o epicentro da coisa, desde o princípio, ocorre em São Paulo capital, com ajuda dos meios de comunicação do país que, a menos que o povo seja totalmente tolo, já percebeu o nível de "partidarismo" que os mesmos fazem sobre episódios como corrupção, Petrobras, política econômica etc.

Acho que a melhor frase que resume esta última marcha foi uma que saiu nesta faixa com os dizeres que definem a troça desde o começo:
"Somos milhões de Cunhas".
Faixas da "marcha" do último dia 16 de Agosto.
"Somos milhões de Cunhas"
Se vergonha alheia não foi suficiente, até cartaz de "Volta Sarney!" teve, e de "Intervenção Constitucional" também. Cretinice a dar de rodo.

O nome disso deveria se chamar de "Abriram a porta do manicômio de 1964". Isso é um verdadeiro manicômio em praça pública com uma emissora de TV transmitindo ao vivo como se fosse desfile de escola de samba.

O que se passa na cabeça desses seres? Só podem ter comido esterco, não dá pra moderar o tom.

A quem for de fora do Brasil e ler este blog, o Cunha da faixa (que não é o Leo, rs) se refere ao Presidente da Câmara de Deputados do país, o terceiro na linha de sucessão presidencial (conforme à Constituição do país) que responde por 23 processos (contando o último abaixo) e o último sendo este aqui na Operação Lava Jato que envolve a Petrobras:
Janot denuncia Eduardo Cunha no STF por recebimento de propina de US$ 5 milhões

Se alguém quer ver o grau de insanidade da coisa, os vídeos coletados com esses extremistas dão uma dimensão maior da desgraça que foi:


"Tentar eliminar o comunismo da face da terra", "Pinochet foi um cara que ajudou a salvar o Chile da escravidão".

Assistam o vídeo acima. Manicômio. Bolsa leitura e psiquiatra pra esse pessoal. Vamos erradicar a estupidez do Brasil.

O vil populacho ou o Populacho medonho (é como chamo esse pessoal obtuso) quando sai à rua pra "melhorar o país", piora o mesmo, sempre. (Fui eu que "cunhei" o termo, olha aí o "Cunha" de novo, hahaha).

Como essa campanha nojenta e inconsequente, a tal "crise política", puxada pela mídia e por grupos de direita/extrema-direita, já começou a afetar seriamente a economia e quando a coisa começa a bater no bolso da elite (propriamente dita, a classe dominante), ela não costuma atear fogo em dinheiro, eles pisaram no freio e tiraram o time de campo, pelo menos no momento, deixando esses grupos radicais, de cariz "liberal", sozinhos e sem articulação ou lideranças capazes de organizar algum discurso coerente exceto a cretinice de pedir Impeachment de presidente porque não aceitam a derrota da última eleição, pois já vinham pedindo isso ainda em 2014 após a eleição, o que tornam essas marchas ilegítimas e claramente houve manipulação grosseira da mídia com o episódio.

Não à toa que a credibilidade da mídia brasileira afunda e a audiência de TVs, publicações etc despencam, resultado deste comportamento inconsequente que está levando à quebradeira a própria mídia partidarizada com discurso radical e obtuso.

"Ah, então você é a favor de roubalheira"? A resposta é: não.

O que não sou, nem nunca fui, é "Maria vai com as outras" ou parte de "manada" que se deixa conduzir por emoção barata e ignorância (pois a maioria que participa desses "protestos" não lê coisa alguma a não ser assistir mídia viciada e partidarizada ao extremo) por um bando de imbecis mal intencionados, que tiram foto com um cidadão desses de forma cínica (o que tem 23 processos):

"Somos milhões de Cunhas"
Pois já não escondem o partidarismo por detrás do discurso "moralista", "higienizador" sobre corrupção que a extrema-direita brasileira sempre saca da manga quando quer desestabilizar o país, uma vez que nunca se importaram (e não se importam) com corrupção de partidos de direita, tanto que a maioria está solta até hoje, com blindagem da mídia. É só ver a foto acima "Um Brasil livre da corrupção" (última frase da faixa) com uma pessoa que responde por 23 processos por corrupção (ou a maior parte deles).

Nem se escrevessem uma peça de ficção alguém conseguiria fazer uma bizarrice, um quadro surreal como essa extrema-direita/direita brasileira faz.

Quem quer combater isso primeiramente deve reforçar e dá aval às instituições do país e não a joguetes oportunistas de grupos mal intencionados que "surfam" na própria onda "apocalíptica" que criaram, ou a devaneios de achar que se tirar presidente (por não entenderem o que é uma Democracia, se não sabem deveriam procurar o dicionário e ler o significado mais primário disso) "tudo se resolve e ponto". E sinceramente, eu não consigo acreditar que alguém minimamente inteligente acredite nessa baboseira.

É preciso ter "muita fé" (no pior sentido do termo, ser crédulo e estúpido) pra achar que problemas históricos e estruturais do país se resolvem por "passe de mágica" ou por grupos obscuros que apareceram do nada se apresentando como "salvação" sem consistência política alguma, reforçando os retrocessos que o Congresso Nacional vem cometendo este ano devido ao perfil político débil que saiu do pleito de 2014.

Quando um povo quer resolver as coisas a base de irracionalidade e impulso, dá nisso.

Que o povo "foi na onda" e participou da primeira "micareta" (carnaval fora de época) em 15 de março, dá pra entender, era "novidade" (apesar de muita gente ter alertado sobre o que era e quem conduzia isso), mas participar disso agora sabendo quem são os grupos que puxam o coro, é dar aval a golpistas e extremistas, pois esses grupos são os mesmos de 1964, ninguém se iluda com o perfil político autoritário e antidemocrático desses grupos como MBL, TFP e cia. Quem quiser ler mais sobre, tem até documentário sobre os financiadores estrangeiros dessas porcarias:
Irmãos Koch, magnatas do petróleo e financiadores da extrema-direita nos EUA, inspiram os “meninos do golpe” no Brasil

Até um sarcófago como a TFP (Tradição, Família e Propriedade) os caras tiraram do esgoto ou lodaçal da História pra essas marchas na rua, é surreal o que fizeram. Quem quiser ler mais sobre:
Extrema direita universitária se alia a skinheads
A extrema-direita no Brasil

Mas como disse acima, o endosso a essa micareta da Avenida Paulista, nos demais estados do país, foi pífio, exceto pelo "excesso de cobertura" que a mídia deu, com destaque à emissora que cresceu na ditadura de 64, a Rede Globo, que agora caiu também em desgraça com os radicais de direita abandonados por ela, vulgo "coxinhas". Foi dar corda demais pra irracionalidade achando que controla a coisa, perdeu o controle sobre os monstrinhos que criaram. A quem for de fora e estiver lendo o texto, o termo "coxinha", que é um salgado brasileiro (comida) passou a ser usado para denominar indivíduos reacionários ou de extrema-direita, que geralmente manifestam também o famoso complexo de vira-latas, ou seja, "nada no Brasil presta e vamos destruir tudo porque não valemos nada".

Pralém da gozação ou pilhéria, a questão do "complexo de vira-latas" é um assunto sério e que deveria ser combatido e tratado no país de forma mais dura, sem achar que é algo banal pois não é. A Alemanha caiu no nazismo fruto de um complexo de derrota ou inferioridade dando margem a surgir um "Messias" ou "salvador da Pátria" pra "por a coisa no lugar", e deu no que deu (ninguém precisa citar o resultado final da segunda guerra com a Alemanha destruída e a derrota do nazismo). Tá na hora do brasileiro, principalmente aqueles mais expostos a esta campanha midiática em alguns estados, refletirem sobre a besteira que andaram fazendo e discutir política com mais racionalidade e sem esse "emocionalismo" infantil ridículo e raivoso com que vêm tratando a coisa reduzindo a discussão política do país a "briga de torcida" de futebol de quinta categoria.

Se o nível de discussão política do país é baixo a culpa é de quem fica repetindo esse comportamento irracional dos vídeos, comportamento primitivo e ridículo (caricato), e quem se omite com isso também, tira o corpo fora achando que não vai sobrar se fizer isso, mas vai. Já que a coisa arrefeceu (aparentemente), tá na hora do pessoal mais moderado, que "foi na onda" momentaneamente, refletir e puxar a razão pra junto da coisa, pois esses grupos "salvadores da pátria" como MBL e cia só se proliferam em cima de comportamento irracional e puramente emocional, eles só possuem essa retórica com fanfarronice e não saem disso, são bucha de canhão da elite do país.

Se o povo quer reivindicar coisas justas, soluções, há formas de fazer isso independente desses bandos oportunistas que recebem holofotes da Globo e afins. O discurso racional, civilizado, sério, tem força, esse discurso rocambolesco e caricato desses bandos cairá sempre no vazio, na desgraça e na caricatura que representam como viúvas da ditadura que são.

P.S. eu vou revisar e completar este post, vou lançar assim mesmo pois não conseguia começar o post (já mostraram tanto essa porcaria que a coisa chega a um ponto que satura, mas eu acho a cobertura que alguns blogs políticos fazem disso bem dispersa, por isso prefiro eu mesmo emitir meu ponto do que deixar que terceiros "falem por mim" quando eu posso compilar a coisa).

2 comentários:

João Lima disse...

http://www2.uol.com.br/castelorama/export/letras-4.html
SAMBA ENREDO DA TFP

(Carlos Melo / Laert Sarrumor)

TFP pede passagem, pra mostrar sua bateria
E seu passado de coragem, defendendo a Monarquia
Salve Plínio Correia de Oliveira, precursor da linha-dura
Grande baluarte da ditadura
Legislador da Inquisição, implacável justiceiro
Homem de grande erudição, lia Mein Kampf no banheiro
No tribunal de Nuremberg, defendeu o Mussolini
Sob os auspícios do Lindenberg
E hoje ele se preocupa com a infiltração comunista
No clero progressista

(E o Lefèbvre?)

Lefèbvre, fiel companheiro, incomparável amigo,
Irrepreensível mentor
Exerce completo fascínio
e vai incutindo no Plínio
o gênio conservador

Digno de um poema do Ezra Pound
quer que o Brasil se transforme
num imenso playground
No Carnaval, a escola comemora
nascimento de Nossa Senhora
E a defesa da tradição
cantando esse refrão:
Anauê, Anauê, Anauá, TFP acabou de chegar!

E hoje sou fascista na avenida
minha escola é a mais querida
Dos reaça nacional
Plim, plim, plim, plim, plim, plim, plim, plim, plim,
Era assim que a vovó seu Plínio chamava…

Roberto disse...

Essa extrema-direita do post é a outra que não deu pra fazer um post de continuação sobre a extrema-direita do país. Tem a fascista e ultra-reacionária que são essas conhecidas, TFP, integralistas etc e tem essa extrema-direita liberal, autoritária, fãs de Pinochet e Thatcher e que fica o tempo todo tentando jogar o nazismo "pra esquerda". São bancados pelo Inst. Milenium do Armínio Fraga e Gustavo Franco (ambos ex-presidentes do Banco Central e um deles capacho do Soros) e em contato direto com a Globo, Abril e cia, fora que o "guru intelectual" deles é aquele lunático chamado Olavo de Carvalho, o tariqueiro neocon. Se esse post saísse eu acho que rolaria romaria de olavete no blog, por isso sempre evitei pra deixar esse pessoal longe pois não há condição de diálogo com essas olavetes. Quase sempre (pra não dizer "toda vez") elas partem pra baixaria e ataque quando são contestadas pois só repetem bobagem, mas o jeito vai ser encarar o problema até porque elas tornaram essa extrema-direita fascistoide algo irrelevante já que quem tomou as ruas (principalmente de SP) foram esses liberais radicais (neocons não assumidos) com toda aquela agenda nociva ao país: Estado mínimo, ataque ao pré-Sal etc, com suporte total da Rede Globo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget