sábado, 8 de agosto de 2015

Cientistas espanhóis descobrem quando apareceu o rosto humano

Cientistas espanhóis puderam delimitar o período em que se produziram as mudanças radicais na evolução humana que possibilitaram o aparecimento do rosto, uma característica única entre os mamíferos.

As alterações radicais do rosto humano ocorreram no momento em que começaram a aparecer as espécies do gênero Homo. O aumento do tamanho do cérebro e do crânio comportaram uma redução da superfície da cara, num processo que se desenvolveu de maneira ininterrupta durante certo período, diz um estudo publicado na revista 'PLOS ONE'.

A mudança do rosto humano começou com o 'Homo habilis' (África) há uns 2,5 milhões de anos. Posteriormente, devido à propagação desta espécie pela Terra se observou um desenvolvimento das feições do rosto no 'Homo erectus' (Ásia), o 'Homo georgicus' (República da Geórgia), o 'Homo antecessor' de Atapuerca (Burgos, Espanha) e o homem de Neandertal, que viveu há uns 30.000 anos e é o mais próximo a nós em relação ao desenvolvimento. O 'Homo sapiens' é um ponto mais avançado nesta linha evolutiva, já que, de todos os hominídeos, é o que tem o rosto menor e mais estreito.

Para detectar essas mudanças os pesquisadores realizaram uma ampla revisão de centenas de crânios de humanos atuais, primatas e hominídeos extintos.

Fonte: RT
http://actualidad.rt.com/ciencias/182447-cientificos-espana-nacimiento-rostro-humano
Tradução: Roberto Lucena

Observação: destacando o link da 'Plos One' da matéria
Neurocranium versus Face: A Morphometric Approach with Classical Anthropometric Variables for Characterizing Patterns of Cranial Integration in Extant Hominoids and Extinct Hominins
http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0131055

2 comentários:

João P. Santos disse...

Senhores, como tenho em muita alta conta a opinião de vocês pelo excelente conhecimento do site sobre estes assuntos, o que podem me dizer deste texto sobre fascismo
http://jornalggn.com.br/noticia/como-os-fascistas-chegam-ao-poder-por-andre-araujo
minha pergunta se deve por não confiar na banalização que estes blogs políticos fazem do termo fascismo

Roberto disse...

João, eu vou reler com calma o texto pos só lendo com calma pra fazer um comentário melhor, mas por alto a definição de fascismo, pra variar, está equivocada pois ignora a questão da Revolução de 1917 no meio ou o papel dos industriais no caso italiano e alemão.

Digo isso porque presumo que o texto seja mais voltado pra questão dos distúrbios no país atualmente incitados pelo PSDB e extrema-direita (Bolsonaro, Caiado e cia) e a citação de "fascismo! fascismo" sem nem saberem o que é fascismo.

E não estou relativizando ou diminuindo o problema, você deve saber minha posição política sobre isso, já fiz vários posts aqui batendo nisso, mas autoritarismo é uma coisa (é o caso da direita brasileira) e fascismo outra. Pra ter fascismo é preciso haver um grupo que se defina como fascista organizado num partido. Esses bandos ligados a Bolsonaro e cia estão mais ligados a uma visão neoliberal do Estado brasileiro e entreguismo do país a grupos privados estrangeiros, fascistas são escrotos mas nenhum deles deu patrimônio nacional a estrangeiros dessa forma como fez o PSDB ou como defendem esses grupelhos "anarco-liberais" que pipocam nesses sites idiotas pela web com um Pokemon Liberticida como "líder".

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget