domingo, 5 de janeiro de 2014

Sobre a série "Doutores do Inferno" (livro) e posts programados do blog

Eu comecei a traduzir no fim do ano passado uma série de um blog espanhol que contém trechos do livro de Vivien Spitz chamado "Doctors from Hell" que tem tradução em espanhol (Doctores del Infierno) mas não em português. Pra quem quiser ver a série de textos do livro, clique na tag (marcador) doutores do inferno.

Uma alternativa a quem tiver dificuldades em ler em inglês é buscar livros em espanhol e idiomas neolatinos (italiano, francês etc), pois há uma variedade muito maior que em português. Principalmente a quem é falante de português, não é difícil de ler ou entender algo em espanhol.

Mas voltando ao assunto, o blog tinha uma carência de textos sobre experimentos nazistas e o livro da Vivien Spitz é só sobre este assunto (um dos melhores sobre o tema experiências nazistas com cobaias humanas). Só que faltou dois textos pra completar a série de traduções do outro blog que espero colocar em breve pra deixar completa a série com textos traduzidos e com a etiqueta (marcador, vulgo "tag") Doutores do Inferno porque há muito marcador repetido (ou desnecessário) no blog como "experimentos médicos" e "experiências médicas", o que confunde e ocupa espaço na hora de localizar os textos através dos marcadores (tags).

Outro aviso é a respeito da questão dos posts programados. Pra quem não usa o blogger (deve ter algo similar em outros servidores de blogs) existe a opção que o Google colocou de deixar posts programados pra serem publicados em qualquer horário, dia etc. Ou seja, a pessoa só precisa programar a hora e ajustar o post inteiro (inclusive o título do post e link) que o blogger faz o resto publicando na hora programada sem que os moderadores do blog estejam conectados (como existe em aparelhos de DVDs e afins). Digo isso porque muita gente ao ver que há atualização do blog acha que os moderadores estão lendo o que é possa ser comentado automaticamente no blog, e geralmente não estão, eu mesmo utilizo este sistema de programação desde que o Google o adicionou ao blogger.

No Facebook há o mesmo sistema de programação nas Páginas, dando opção à pessoa a escolher o horário que quer que determinado post saia sem precisar estar conectado ao site. Eu vinha utilizando este sistema por lá também.

A Página holocausto-doc no Facebook está sob comando do Leo, caso alguém queira comentar algo na página. Estarei me afastando dela porque a aversão ao Facebook anda em alta (não tem nada a ver com a Página e sim com aquele tipo de site/rede) e só participo de um grupo de segunda guerra por lá. Não gostaria de discutir "revisionismo"/negacionismo no Facebook até porque já existe o blog pra isso.

Além de que, e como já disse outras vezes, considero pífio os grupos "revis" do Brasil, sem qualquer ironia no comentário. Pífios do ponto de vista intelectual, a maioria deles não sabe absolutamente nada sobre segunda guerra (copiam textos sem nem saber do que se trata, isso quando leem), chega a ser patético e ridículo discutir com essas pessoas, e muita gente ao fazer isso acaba por se rebaixar ao "nível" deles, refiro-me à cretinice generalizada.

Em todo caso, o fato de serem pífios ou cretinos não dá carta branca ao poder público do país (principalmente o Ministério Público que agiu muito poucas vezes em relação a esse tipo de problema, racismo, com destaque positivo pro MP do Distrito de Federal que agiu firme com um caso recente, e com destaque negativo total pro MP paulista) de fazer vista grossa a essa questão e a esses bandos, coisa que vem ocorrendo faz tempo. Pois idiota ou não, quando eles se agrupam e atacam pessoas nas ruas, fazem estrago pois pra agir como selvagem nunca foi necessário ter muita inteligência.

E como disse acima, o destaque negativo fica por conta do MP de São Paulo, pois é o MP do Estado onde ficam localizados e atuam os grupos principais (mais organizados), e não irei em hipótese alguma "nacionalizar" este problema quando trata-se de uma questão local, estadual, a maioria dos estados brasileiros não possuem essa "tara" com pretensa "ascendência europeia", não vou ficar me contorcendo de "dor" (em sentido irônico, "ficar me doendo"), porque o MP de determinado estado do país, por prepotência ou descaso, não faz nada com coisas que diz mais respeito a eles do que os outros estados da federação.

A mensagem é dura? Pode ser, mas meu 'ethos' (identidade cultural) não tem qualquer identificação cultural com este tipo de cultura de vista grossa com este tipo de problema (racismo e exaltação de ascendência) causado por ufanismo e idolatria a outros países por conta de ascendência étnica, tentando criar uma "mitologia" pra justificar o desenvolvimento econômico de algum estado ou região.

Um dia o Brasil vai ter que discutir este problema a sério, o famoso "passar a limpo", mesmo que os governos de estado e o governo federal façam de conta (vista grossa) que a questão não existe, embora saibam que isso que digo existe e é uma questão que cria divisões profundas no país. Não é um problema qualquer ou menor, tanto que na Europa é tratado como problema de Estado (algo bem sério) vide os problemas de separatismo e xenofobismo que estão pipocando novamente por lá.

Bom, os avisos então foram dados, bola pra frente.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget