terça-feira, 14 de junho de 2011

Gerald Fredrick Töben - Biografia - "revisionistas" 06


Gerald Fredrick Töben

O Dr. Fredrick Töben é um proeminente revisionista australiano, fundador e Diretor do Adelaide Institute, e autor de pelo menos oito livros sobre educação, ciência política e história.

Ele completou doutorado em filosofia na Universidade de Stuttgart em 1977. Em seguida, ministrou aulas em várias escolas secundaristas e faculdades da Nova Zelândia, Alemanha, Nigéria e Rodésia. Em 1984 ele esteve envolvido em uma caso 10 anos de litigância com o Victorian Department of Education e ganhou. Depois disso, em 1994 ele estabeleceu a gestão privada do Adelaide Institute.

Considerado por muitos como um negador do Holocausto, Töben regularmente nega a afirmação, embora tenha indicado em várias ocasiões que ele considera o Holocausto uma “mentira”, perpetuando ostensivamente “os gangsters do Holocausto, vendedores de cadáveres do Shoah Business Merchants”, ele também afirmou que “o atual governo dos EUA é influenciado pelo mundo Sionista para manter a sobrevivência das colônias européias, apartheid, Sionismo e o Estado racista de Israel”. Enquanto da mesma ele nega ser um anti-semita ou um supremacista branco, tem como umas de suas organizações favoritas o StormFront e o seu Adelaide Institute tem uma predileção incomum constante com suásticas, muitas vezes em várias páginas de seu site.

Em 1999, ele ficou preso por 9 meses em Mannheim pela violação da Lei do Holocausto na Alemanha, Seção 130, que proíbe qualquer pessoa de “difamar os mortos”. Töben ainda de recusa a admitir que o Holocausto como afirmado pela maioria dos historiadores nunca ocorreu, e afirmando que os assassinatos em massa ocorrem em uma escala muito menor. Em 2002, um juiz da Corte Federal da Austrália encontrou no website de Töben [uma página] “vilipendiando o povo Judeu”, e ordenou a Töben que removesse o material ofensivo de seu site. O tribunal não cumpriu a uma ordem dada anteriormente por um comissário de Direitos Humanos e Comissão de Oportunidades e Igualdades para “emitir um pedido de desculpas escrito pelo presidente do Conselho Executivo dos Judeus Australianos”.

Enquanto Töben e seus associados do Adelaide Institute, ocasionalmente negando “serem negadores do Holocausto”, em entrevistas realizadas pela mídia australiana, em 2005 em entrevista à televisão estatal Iraniana, indicou que era sua crença que “Israel foi fundado sob a mentira do Holocausto”.

Fonte: The Coordination Forum for Countering Antisemitism

Link: http://www.antisemitism.org.il/eng/Gerald%20Fredrick%20T%C3%B6ben

Tradução: Leo Gott

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget