quarta-feira, 8 de julho de 2015

Evolução humana e sua dispersão. O Homem veio do macaco? (aquela famosa "questão")

Vou deixar aqui três vídeos que devem (merecem) ser assistidos pra colocar abaixo as crendices racistas que são disseminadas no país pela dificuldade do brasileiro ler algo que preste sobre a questão sem ser sites enviesados que defendem essas idiotices sem base científica.

Na verdade o vídeo que trata mais da evolução humana e sua dispersão (surgimento das diferentes cor de pele, cabelo outros hominídeos etc) é o primeiro vídeo, mas o segundo vídeo responde à pergunta se o "homem é um macaco" (e também toca no mesmo assunto), pois muita gente recheada de ignorância ou crendices partem pra negação com comentários ridículos sobre (em vez de procurar saber do assunto) em boa parte pra tentar ridicularizar a teoria da evolução ("eu não descendo de macacos") ou o que for relacionada a mesma (evolucionismo, evolução etc). Há um terceiro vídeo de outro canal que também aborda a questão do "Nós, humanos, somo macacos?" que reforça o segundo vídeo. Vou colocar os três abaixo.

O segundo vídeo também comenta a questão do racismo no uso do termo "macaco", comentário pertinente pois, à parte a questão científica de "raças humanas" não existirem, o racismo (crença na existência de "raças" e hierarquia entre elas) persiste, pois muitos racistas (quem é adepto dessas crenças racistas é racista) querendo negar o peso do racismo no Brasil sempre fazem essa "confusão" retórica com a questão "se raça não existe como existe racismo?".

O primeiro vídeo é longo, 39 minutos e 13 segundos, mas vale a pena assistir até o fim, principalmente sobre quando começa a surgir as diferenças de cor de pele, cabelo etc (pela adaptação) e as "etnias", do canal EuCiência:
Evolução Aula 04 - Evolução Humana


O segundo vídeo, mais curto (21 minutos mais ou menos), é do canal do Pirula, vale a pena assistir até o fim:
Sim, somos todos macacos


O terceiro vídeo é do canal "Papo de Primata", tem 15 minutos e 53 segundos, também vale a pena assistir até o final:
Afinal, o homem descende do macaco?


Quando a gente publica isso vem sempre a pergunta infame e até tola (ou silêncio, silêncio também é uma forma de manifestação embora abra espaço pra qualquer interpretação do motivo do silêncio uma vez que se o blog é acessado e lido, é porque muita gente lê e não comenta): o que isso tem a ver com Holocausto, segunda guerra etc?

Tudo. A doutrina nazi, o racismo em vários países (ou quase todos) foi "fundamentado" em torno dessas interpretações equivocadas e ideológicas da ciência. Como a educação no Brasil é um "primor" na abordagem desses assuntos, não dá pra crer que as pessoas irão aprender esses assuntos de forma decente nas escolas, vide a quantidade de idiotice que se lê quando se toca no assunto racismo, nazismo e afins. Quem quer ler sobre nazismo e fascismo ignorando a questão racial/étnica, a origem disso etc, na verdade está fazendo uma leitura incompleta, precária do assunto inteiro. Por essa razão acho pertinente os vídeos e a abordagem deste assunto, pois está totalmente ligado à questão da eugenia também e/ou à ideologia do branqueamento (a eugenia à brasileira, post que não sai do topo de visitas do blog e isso é bom) que é outro assunto tabu nas escolas do Brasil (podem me corrigir se eu estiver errado mas eu não creio que comentem sobre isso nos colégios).

Aí o que ocorre? (Refiro-me aqui ao caso brasileiro mesmo, embora haja tabus sobre isso em vários países que tiveram programas de eugenia) As pessoas passam a vida inteira seguindo uma "mitologia" sobre o Brasil de "democracia racial, paraíso tropical etc" (mitologia essa lançada ainda no Varguismo pra forjar uma identidade nacional ou reforçar, a interpretação aí varia), "meu Brasil brasileiro" e quando se deparam com o assunto na internet, ficam em "choque", como se aquela identidade cultuada (ou que a pessoa acreditava que era a real sobre o país) fosse uma completa farsa e por aí vai. O que em parte é verdade pois o país até hoje lida MUITO MAL com essas questões. O brasileiro (generalizando) tem uma postura autoritária de silenciar os outros na marra quando as pessoas tentam (eu falei "tentam") abordar esses assuntos, com uma postura que por vezes beira à infantilidade e autoritarismo pueril.

Assistam os vídeos que não irão se arrepender. E obviamente que os vídeos não segue qualquer abordagem religiosa, ciência não é religião. Já deixei claro que não trato questões científicas por viés religioso (os vídeos seguem a mesma linha), quem achar que os vídeos ou assunto entram em conflito com suas crenças, não assista. Mas ciência é ciência, religião é religião.

2 comentários:

Carlos Pereira disse...

Na minha opinião acho a maior hipocrisia esses filmes hollywoodianos criticar a postura racista do nazismo, mas não tocar no assunto de que na década de 30 e 40 havia uma forte segregação racial nos Estados Unidos, eu vi um filme americano tempos atrás em que após um piloto alemão ter o avião abatido e ter saltado de paraquedas, um soldado negro americano foi rende-lo, nisso o alemão cuspiu em sua cara e disse que não aceitaria ser rendido por um negro, então apareceu um oficial americano branco e pasmem, deu uma lição de moral no alemão, falando que o soldado por ser negro não era menos gente que ele e etc,pura hipocrisia. Os negros eram totalmente segregados dos brancos nos Estados Unidos nessa época, nos ônibus, nas piscinas, nas forças armadas nas olimpíadas, nos shows, etc, resumindo em tudo, inclusive o pentágono tem uma quantidade enorme de banheiros devido na época terem que fazer banheiros
separados para os negros que trabalhavam lá.

Roberto disse...

"Os negros eram totalmente segregados dos brancos nos Estados Unidos nessa época, nos ônibus, nas piscinas, nas forças armadas nas olimpíadas, nos shows, etc, resumindo em tudo, inclusive o pentágono tem uma quantidade enorme de banheiros devido na época terem que fazer banheiros separados para os negros que trabalhavam lá."

Mas só pra "ser chato" (entre aspas), onde foi que eu comentei sobre filmes dos EUA no post? E onde eu defendi/defendo a hipocrisia dos EUA com o racismo por lá quando eu também pego pesado com a hipocrisia da negação do racismo no Brasil?

Os vídeos servem pra mostrar (desmontar) as falácias do racismo e dos racistas, e pregação criacionista (a história de "o homem vem do macaco"), pois os vídeos comentam/demonstrar a dispersão e falam sobre a evolução humana, mostrando que só existe uma espécie humana no mundo, o Homo Sapiens Sapiens e que dentro de um contexto científico nós somos primatas (símios). E no vídeo também comentam a questão do uso do termo "macaco" como ofensa racista e a origem disso.

Assista os vídeos e esqueça da segunda guerra um pouco.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget