sábado, 3 de dezembro de 2011

Sobre foruns e e-mail

Primeiramente, um pedido de desculpas muito atrasado a todos os que perderam o contato pelo e-mail do blog pois não foi possível responder a todos e as mensagens enviadas, como continua não sendo possível fazer isso. Por esta razão houve uma remoção do e-mail que constava no blog ficando a área de comentários disponível para a comunicação.

Aproveitando o post, uma vez surgiu um comentário anônimo interessante aqui no blog quando foram liberados os comentários anônimos(opção cortada), com uma chamada para fóruns de "discussão" com "revis" e a mensagem deveria ser respondida na ocasião mas não foi possível, mas nunca é tarde para comentar.

A mensagem foi dirigida ao Leo mas o comentário que irei fazer é pertinente ao que foi citado: eu não participo de fóruns de "discussão" com "revis" brasileiros, se alguém tem dúvida sobre "revisionismo" pode comentar no blog, mas constatando, há material negacionista suficiente na rede para as pessoas retrucarem e apontarem as distorções desse credo fascista. O nível de "discussão"(se é que dá pra chamá-la de discussão) dos "revis" brasileiros(vulgo credo de extrema-direita que por vezes tem ajuda de gente de extrema-esquerda 'alucinada' com conflitos no Oriente Médio) é sofrível, quando não, desprezível. Isso levando em conta que os "revis" 'gringos'(gurus ou não) não são lá grande coisa.

Se alguém quer entrar em fóruns de discussão com esse pessoal("revis"), saiba responder os ataques que eles fazem e aguentem o tranco, se não conseguem respondê-los e forem apenas ficar como saco de pancada pra eles "baterem" é melhor ficar bem longe deles. Se por acaso também a pessoa for ficar irritada e/ou afetada com todo tipo de asneira que esse tipo de idiota escreve(e pode ter certeza que eles irão escrever bastante ASNEIRA, mensagens de cunho preconceituoso e afins), é melhor também se manter distante desses fóruns e desse tipo de discussão.

A mensagem acima foi dirigida ao pessoal 'mais' afoito, que sempre acha que dobra esse tipo de extremista trombando de frente com eles de qualquer forma, xingando etc: não queiram bancar o "herói" ou "justiceiro"(ler 1, 2, 3, 4) trombando de qualquer jeito com este tipo de bando, na maioria das vezes em que pessoas se meteram a fazer isso sem nem ter ideia do que discutem, só fizeram besteira e acabaram ajudando a proliferar e organizar esse tipo de porcaria(extremismo) na rede. É só verem o caso do Orkut(rede social ainda popular no Brasil), que ficou estigmatizado com a proliferação desses bandos muito por conta também desse "ativismo" antifascista irresponsável e inconsequente.

E para quem não "entendeu" o comentário, favor ler estes textos(em inglês), parte 1 parte 2. Favor também ler isso, isso e isso em português sobre a questão.

Destaco uma parte:
Dificilmente teremos condições de discutir com os próprios defensores da negação, dado o ponto ao qual eles chegaram, enterrando a si próprios numa atitude de isolamento e encapsulamento. Tendo em vista essa atitude, pouco temos a dizer aos revisionistas; e, certamente, pelas razões que já expus, pouco ou quase nada eles têm a dizer-nos, pesquisadores do tema do Holocausto e do nacional-socialismo.[1]
[1] "Não ignorar, e sim esclarecer!", Neonazismo, negacionismo e extremismo político; (Coord. Luis Milman e Paulo Fagundes Vizentini); Autor do texto: Díetfrid Krause-Vilmar, link.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget