quarta-feira, 10 de abril de 2013

Idosos negros são atacados por neonazistas em Rio Claro

Segundo a polícia, os dois jovens detidos diziam não gostar de negros, pobres, idosos e paulistas
[Vídeo da matéria no link do site]

Do R7, com São Paulo no Ar
Dois jovens foram presos após agredir dois idosos negros em Rio Claro Reprodução/Rede Record

Dois idosos negros foram agredidos violentamente por dois jovens paranaenses, em Rio Claro, na região de Campinas, no interior paulista. Eles são suspeitos de pertencer a uma facção neonazista.

Segundo o guarda municipal Willian César Domingues, os dois jovens, de 19 e 20 anos, diziam não gostar de negros, pobres, idosos e paulistas.

— Eles todo o tempo informavam que o povo do estado de São Paulo é um povo com pouca inteligência, que o serviço que eles faziam, vindo de outro Estado para cá, é porque aqui não tinha mão-de-obra qualificada.

A dupla disse que veio do Paraná para o Estado de São Paulo só para trabalhar. Na saída de um show sertanejo, os dois resolveram bater em dois idosos negros que andavam pelo mesmo quarteirão.

Com pontapés, eles agrediram as vítimas que tiveram de ser levadas a hospitais da cidade com ferimentos na cabeça. A diretora de uma escola, Damares Caiu, viu a agressão e disse que um idoso foi arrastado por cerca de dez metros enquanto apanhava.

— Eles simplesmente bateram por ele ser de cor mesmo e xingaram com palavras preconceituosas.

Os dois homens foram presos com ajuda de moradores da região, que seguraram a dupla até a chegada da guarda municipal.

Fonte: R7
http://noticias.r7.com/sao-paulo/idosos-negros-sao-atacados-por-neonazistas-em-rio-claro-09042013

12 comentários:

Daniel Moratori disse...

Não gostam de paulista e foram pra São Paulo.
Não gostam de idosos? Essa foi nova; será que batem na propria mãe?

Roberto disse...

"Não gostam de paulista e foram pra São Paulo. Não gostam de idosos? Essa foi nova;"

Daniel, imbecilidade em estado avançado. Se a "moda pega"... se alguém não gostar de A, B ou C então basta sair na rua pra bater, só que é a primeira vez que sai numa matéria o relato de ódio desses neos de um estado da região Sul atacando paulistas.

"será que batem na propria mãe?"

Não duvidaria que pudessem ou fizessem isso, atitude desses elementos é típico de gangue e de cabeça vazia.

Roberto disse...

Essa é a parte mais bitolada e radical dos "leitores" de sites "revis" no Brasil, os dementes que acham que são parte de uma "raça" pura ignorando a origem do nazismo e o que ele significava/significa na Alemanha.

Ambos (no vídeo relata mais coisas) possuem sobrenome português.

Guefiltefish disse...

Me metendo na conversa...
Fico chocado como tratam deste assunto em sites nazirevisionistas. Por acaso lí agora algumas postagens "baixando o pau" em negros e judeus, que eles chamam de "sionistas".
Que aparecem doidos de todos os lados é uma verdade. No entanto, as postagens passam por uma prévia autorização, um filtro do dono do site (como aqui), em que deveriam ou censura-las ou mostrar os absurdso que postam. Para mim, isso se chama conivência. No mínimo! Mas, fazer o que? Para quem prega que ser nazista e um "direito humano" e escreveu um tópico que pregava, abertamente,um premio Nobel para o cara de bigode esquisito e a franja ensebada...é de se esperar tudo!

Roberto disse...

"Que aparecem doidos de todos os lados é uma verdade. No entanto, as postagens passam por uma prévia autorização, um filtro do dono do site (como aqui), em que deveriam ou censura-las ou mostrar os absurdso que postam. Para mim, isso se chama conivência. No mínimo! Mas, fazer o que? Para quem prega que ser nazista e um "direito humano" e escreveu um tópico que pregava, abertamente,um premio Nobel para o cara de bigode esquisito e a franja ensebada...é de se esperar tudo!"

É algo complicado de se combater nesses termos porque o fato de aprovar comentários não prova que a pessoa concorda com o conteúdo, não estou dizendo que um site "revi" não concorde com esse conteúdo mas é isso que vão alegar caso haja alguma ação da justiça, de que a aprovação de comentários não implica em concordância com o conteúdo do comentário.

Roberto disse...

Eu lembro da condenação do Castan, que é algo mais fácil de ser condenado, fazendo uma comparação com a condenação dele que foi por comercializar e publicar livros antissemitas e de apologia do nazismo, o conteúdo dos textos de um site são mais verificáveis que os comentários (que serão vistos como agravantes).

A remoção de um site é tarefa mais pra alguma entidade tratar por terem força política e econômica pra cuidar do caso.

Roberto disse...

O que não acho prudente, pois já vi muita gente fazer isso, é do povo ir até esses sites ou fóruns (comunidades) "revis" brasileiros discutir com eles, pois ao fazerem isso acabam dando motivação pra esses grupos remoerem aquela pregação de ódio repetida deles quando o "revisionismo" está numa decrescente no país com a queda do Orkut (que foi um dos maiores difusores desses bandos na rede). São grupos fanáticos, não se dobram facilmente diante de fatos ou comentários de repúdio.

No fundo eles gostam quando aparece alguma "voz discordante" nos fóruns deles meio que na defensiva, pois isso acaba "animando" o ambiente, se a voz discordante "perturbar" demais o discurso deles, eles acabam expulsando a pessoa do fórum/comunidade e apagando tudo (já fui banido de 'n' comunidades "revis" no Orkut, o discurso deles é quase sempre o mesmo).

Guefiltefish disse...

A questão é que quando vi o conteúdo dos sites e blogs pela primeira vez, além de inacreditavel, me senti impulsionado a escrever. Já faz tempo que fiz isso e foi uma única vez. Mas convenhamos, eles estão pegando pesado. Estão postando coisas que...deixa pra lá!

Roberto disse...

Eu já vi o "conteúdo" desses sites e sei mais ou menos quais são os principais em português, o problema é como cada um encara o problema.

Eu não quero convencer ninguém a agir de forma A ou B, apenas (falando por mim e por saber como agem) não pretendo bater boca com esses lunáticos pois acabaria fazendo propaganda pra esses sites ou motivando a insanidade deles quando sei que o meio de propagação deles foi minado (o Orkut).

Quando eu quero rebater algo que esse pessoal espalha eu pego a fonte original (quase sempre os textos que esses sites usam são traduções) e rebato, sem citar qualquer site desses em português, exceto os que ficam hospedados fora do país.

Roberto disse...

Esses bandos (que são vários, geralmente em bandos pequenos ou mesmo alguns agindo sozinhos) já perturbaram muito no Orkut, e numa antiga lista que era do Marcelo Oliveira (holocausto-doc) no Yahoo, se verificar as discussões da lista do Oliveira verá que a pregação desses bandos em quase nada muda (a lista dele é de 2004).

Quanto mais batem boca com eles, mais eles gostam pois isso acaba atraindo a atenção de curiosos que não têm opinião formada sobre o assunto e que em geral possuem algum tipo de preconceito.

Melhor forma de lidar com o problema é rebatendo os textos dos ideólogos desses grupos que em sua grande maioria são de fora do Brasil.

Roberto disse...

Particularmente não tenho medo desses grupos de extrema-direita de cunho fascista pois sei do alcance deles e sei da rejeição que eles sofrem no Brasil, por mais que tentem passar a impresssão na internet de que são "bem aceitos", mas também não é aconselhável dar sopa ao azar e ir na "toca" deles provocar.

Grupos de extrema-direita pregando fascismo alemão (nazismo) e culto a Hitler num país onde o maior grupo étnico de descendentes de europeu é português, é meio que exercício de suicídio. Isso pra não mencionar o fato do Brasil ter lutado na Itália contra o eixo. O povo pode não expressar abertamente e com frequência esse sentimento, mas esse tipo de pregação deles é vista pela maioria como um comportamento anti-brasileiro.

Quanto mais eles atacarem o Brasil e a formação histórica do povo brasileiro, ignorando o país em que nasceram, mais aumentarão o sentimento de aversão da população sobre eles.

Guefiltefish disse...

A melhor forma para se combater essa gang é o que vocês fazem aqui, no A Vida no Front e etc. Não se sobrevive a um único argumento contrário a eles nas pocilgas que eles mantém. Ou ofendem e censuram ou desviam o assunto. O interessante agora é que eles repetem e choram muito que "estão sendo perseguidos".

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget