sexta-feira, 20 de março de 2009

Demografia e assassinato em Volínia-Podólia - 2

Indo além da Parte 1, abaixo apresento oito fontes de evidências que convergem sobre a conclusão de que os alemães exterminaram os judeus restantes de Volínia-Podólia durante o período de agosto-outubro de 1942.

1) Havia 326.000 judeus na região de Volínia-Podólia em maio de 1942:
NAW RG 238, T- 1 75, lista 235 do relatório dos territórios ocupados do leste No. 5, 29 de maio de 1942 dá a estimativa de 326.000 judeus em Volínia-Podólia (Dean, p.195)
2) Puetz para o Aussenstellen der Sipo/SD, 31/8/42 [Browning, p.136]:
As ações estão sendo aceleradas, de modo que elas serão completadas em sua área dentro de cinco semanas. No encontro do Gebeitskommissaren em Luzk entre 29-31 de agosto de 1942, foi explicado em termos gerais que em princípio uma solução de 100% está sendo realizada.
3) Meldung 51:
c) judeus executados [Ago-Set-Out-Nov-Total] 31.246 165.282 95.735 70.948 363.211
Kruglov detalha completamente os 363.211 como se segue:
a) O total de novembro é de principalmente Bezirk Bialystok

b) Dos 292.263 mortos antes de Novembro, aproximadamente 70.000 estavam no atualmente em Belarus, parte da RKU, o resto estava atualmente na Ucrânia

A concentração de assassínios em setembro iniciou com a instrução de Puetz para conduzir as ações "em sua área dentro de cinco semanas."

4) Browning
O relatório mensal do comando militar de armamentos, Volínia-Podólia, Outubro de 1942, em: Bundesarchiv-Militärarchiv Freiburg, RW 30/15. (Im Oktober 1942 fanden nun in Wolhynien die grossen Judenevakuierungen statt, durch die aus allen Betrieben die Juden restlos entfernt wurden, sodass die Betriebe auf kürzere oder längere Zeit vollkommen zum Erliegen kamen, bezw. die Fertigung bis auf Bruchteile zusammenschrumpfte.)
Tradução:
Então, em outubro de 1942, havia evacuações de judeus em larga escala na Volínia como um resultado de que cada judeu foi removido de todas as fábricas, e as fábricas vieram a ficar paradas por um tempo mais curto ou mais longo, ou a produção diminuia a uma mera fração.
Isto indica que os estágios finais das ações de assassínio iniciadas por Puetz foram completados em Outubro.

5) Relatórios policiais alemães copiados de arquivos poloneses (Shmuel Spector, p.173; Dean, p.93)

6) Interrogatório do Sturmscharfuehrer Wilhelm Rasp 18 Dec 1961 (ZSL 204 AR-Z 393/59 Vol. II, pp. 173-94) confirmando detalhes das ações policiais (Dean, p.93).

7. As investigações de valas comuns no blog sobre valas comuns na Polésia do Nick

8. Browning mostra que assassínios foram ordenados por cima da administração civil, que protestou que eles ainda precisariam do trabalho judeu:
Informado do iminente "reassentamento do total dos judeus" (generelle Umsiedlung der Juden), o SS e o Polizeistandortführer em Brest-Litovsk, Friedrich Wilhelm Rohde, implorou: "Na medida em que a questão judaica é solucionada em Brest, eu antevejo dano econômico severo resultante da ausência do trabalho." Ele era apoiado pelo comissário local (Gebietskommissar) Franz Burat: "através do reassentamento total dos judeus do Kreisgebiet é desejável do ponto de vista político, do ponto de vista da mobilização de trabalho, que eu deva implorar incondicionalmente para deixar a maioria dos artesãos necessitados e a força de trabalho."53

Estes apelos eram em vão. Em 15-16 de outubro de 1942, os 20.000 judeus de Brest, incluindo os 9.000 trabalhadores, foram mortos.54 A guerra diária e os relatórios do Regimento de Polícia 15 mostram que os judeus trabalhando nos campos e em fazendas do estado na região também foram executados.
Assim, o aspecto da autonomia local do Holocausto tinha claros limites em Volínia-Podólia, como em outro lugar.

Fonte: Holocaust Controversies
Texto(inglês): Jonathan Harrison
http://holocaustcontroversies.blogspot.com/2009/02/demographics-and-killing-in-volhynia_25.html
Tradução(português): Roberto Lucena

3 comentários:

Tiago "PacMan" Peczenyj disse...

Ora Ora... que bom que não sairam da ativa. A lista de discussão no Yahoo era interessante. Forte abraço!

Leo Gott disse...

Opa! Beleza Tiago. Forte abraço pra você também.

Apareça de vez em quando.

LeoGott

Roberto Lucena disse...

Fala Tiago, de fato a lista do Marcelo era muito boa(tem muita coisa traduzida lá que espero que não fique perdida na lista). Mas os sobreviventes ainda participam por aqui.

Abraço pra você também.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget