quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Livraria neonazi é destruída em Barcelona

Grupo não identificado ataca e destrói livraria neonazi em Barcelona

Um grupo de dezenas de pessoas, não identificadas, atacou e destruiu hoje a livraria Europa, em Barcelona (nordeste de Espanha), do neonazi Pedro Varela, que foi condenado à prisão por difundir obras dessa ideologia.

Os atacantes, muitos com as caras tapadas e que transportavam bandeiras negras, aproveitaram as manifestações devido à greve geral que está a decorrer hoje em Espanha, para atacar a loja, localizada no bairro de Gracia.

Além de destruir mobiliário e de deixar várias mensagens escritas nas paredes do estabelecimento, os atacantes lançaram para a rua livros, estátuas e bandeiras que estavam à venda no local.

O dono da livraria foi condenado em 1998 a cinco anos de prisão depois de uma rusga na livraria. Em 2008, a pena foi reduzida, depois do Tribunal Constitucional considerar que negar o genocídio não é delito.

O centro de Barcelona tem sido hoje palco de batalhas campais entre grupos antissistema e agentes policiais.

Os grupos aproveitaram as manifestações e piquetes que se realizaram devido à greve geral para queimar carros, incluindo um da polícia, e destruir mobiliário urbano.

Fonte: Ionline(Portugal)
http://www.ionline.pt/conteudo/80907-grupo-nao-identificado-ataca-e-destroi-livraria-neonazi-em-barcelona

Observação: eu ia postar essa matéria antes(matéria data do fim de setembro) só que não consegui achar os links. Antes tarde que nunca...
A livraria em questão só vende/vendia literatura de apologia ao nazismo/fascismo e negacionismo do Holocausto. O dono foi presidente de um grupo de extrema-direita, o CEDADE (Círculo Espanhol de Amigos da Europa) que servia de também como um 'espaço pra circulação' de toda extrema-direita da Europa, situado em Barcelona(Catalunha), Espanha. Era um dos maiores ou mais organizado grupo nazi(ou como eles se autodenominam 'nacional-socialistas') na Europa.

Ver mais:
Livraria neonazi foi destruída em Barcelona

5 comentários:

Daniel disse...

Pior de tudo é ter de ler que até hoje pessoas idolatram os nazistas.

Roberto disse...

"Pior de tudo é ter de ler que até hoje pessoas idolatram os nazistas."

Alguns por ignorância extrema e uma grande parte por sadismo ou pra extravasar racismo. Veem na defesa desse tipo de regime uma forma de pôr pra fora o sadismo e racismo incubado. O pessoal apologista disso acha um barato torturas e repressão, e acreditam em bobagens como a do "milagre" feito pelo bigodinho raivoso na Alemanha e creem que estão a beira do abismo político e moral porque não conseguem conviver e viver dentro de uma democracia.

Roberto disse...

Sobre a Librería Europa, a primeira vez que eu me deparei com essa Livraria foi ao acaso procurando um texto, na busca(acho que era algo sobre o Irving) acabou caindo nela que continua ativa, pelo menos o site está no ar.

Vou ver se depois eu consigo traduzir o artigo sobre esse CEDADE e o tal Pedro Varela, acho que valem a pena já que é o grupo mais organizado distribuidor desse tipo de material. Também em breve, quando der, vou colocar uma entrevista que aquele Antonio Salas deu falando sobre o neonazismo em Portugal e Espanha, vale a pena ler a entrevista pra fazer comparações e ver as conexões desses grupos na Europa com o que rola aqui no país.

Daniel disse...

A maioria desse pessoa neo acha que em um regime totalitario poderia sair falando abobrinha como se fala por ai.

Sobre essas entrevistas, seria interessante para ver essa comparação mesmo.

Roberto disse...

"A maioria desse pessoa neo acha que em um regime totalitario poderia sair falando abobrinha como se fala por ai."

Adoraria vê-los tentando falar as asneiras e atrocidades que eles soltam na internet numa ditadura(longe daqui claro, isola, rs), só pra essa moçada ter ideia de fato do que é "falta de liberdade de expressão", rs. Não precisa nem ser totalitário o regime, uma ditadurazinha já serviria pra essa moçada testar a "liberdade de expressão" numa ditadura de fato.

"Sobre essas entrevistas, seria interessante para ver essa comparação mesmo."

Vou postá-la, só fazendo umas adaptações do texto pro português do país(detalhismo) se bem que dá pra entender normalmente o texto do jeito que está, a correção de alguns termos no texto é mais por implicância minha mesmo(está em português de Portugal, se bem que na forma escrita eu não consigo ver que "diferença" é essa que falam entre o tal "português brasileiro" e o "português de Portugal", isso às vezes soa mais como anedota, já na parte fonética há diferenças mesmo).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget