sexta-feira, 1 de maio de 2015

Repúdio ao ataque contra professores no Paraná

A quem não soube do caso, saiu (repercutiu) na impressa internacional:
Massacre em Curitiba repercute na mídia internacional

Eu ia prosseguir com os posts sobre segunda guerra etc, mas não dá pra prosseguir sem destacar isso. É um absurdo o que está se passando, toda semana essa direita tresloucada no país, eleita na "passionalidade latina", emocional, manipulável e irracional de parte da população, e influenciada por certa mídia venal do país, apronta alguma.

Pra inteirar as pessoas do que se passa, há uma greve, legítima por sinal, de professores (segunda greve), que foram em marcha para Assembleia daquele estado protestar contra a aprovação de rapinagem contra a Previdência desses servidores. Embaixo um resumo do que se passa:
A segunda greve dos professores paranaenses em menos de dois meses foi decidida em assembleia, realizada no último sábado em Londrina, em protesto contra as alterações propostas pelo governo Richa, que afetarão os servidores estaduais aposentados e pensionistas com mais de 73 anos de idade. Cálculos indicam que as mudanças reduzirão praticamente pela metade - de 57 para 29 anos - o tempo de solvência dos fundos de previdência do funcionalismo público. Na mesma assembleia, os professores lançaram a campanha salarial de 2015.

Esta é a segunda vez este ano que o governo tucano tenta impor mudanças à previdência dos servidores estaduais. A primeira tentativa ocorreu em fevereiro, semanas depois de ter declarado que o Paraná encontrava-se à beira do colapso financeiro.

Na ocasião, os professores e outras categorias do funcionalismo mobilizaram-se e conseguiram não só forçar o governo a retirar a proposta de votação na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) como obrigaram os deputados estaduais a extinguirem a "comissão geral", um artifício regimental por meio do qual o governo impunha medidas impopulares restringindo o tempo de debate.
Link com a matéria completa.

Pra barrar o avanço da marcha pacífica o governo do Estado do Paraná (ocupado pelo PSDB) mandou o aparato repressivo do Estado (ler por "aparato repressivo" o poder policial, ou mais precisamente, o Batalhão de Choque) abrir fogo contra professores, veja bem, professores (é isso mesmo que você leu) jogando bombas de gás, spray de pimenta, tiros de bala de borracha e até uso de cães da raça Pit Bull que atingiu um cinegrafista de TV com um ataque sórdido e criminoso. Imagens abaixo, professora atingida:

A quem quiser ver mais imagens, confiram nesses links abaixo o tamanho da agressão:
1. As imagens de um cenário de barbárie e guerra no Paraná
2. Embate entre a Polícia Militar e os servidores termina com 213 feridos


Aqui um vídeo com áudio e imagens gravadas no Palácio do governo onde se ouve gente comemorando os ataques:
Os abutres que comemoraram o massacre da PM contra professores no Paraná


Aliás, usar cães deste tipo pra conter multidão que quando mordem perdem o controle, bombas etc é um ato criminoso do Estado e a agressão contra professores é um ato sórdido, de uma mente conturbada que não deveria estar a frente de um governo de Estado (Unidade da Federação) ou de qualquer coisa. Aqui a foto (print de vídeo) do ataque do cão da raça Pit Bull ao cinegrafista de uma emissora de TV:

Aqui o vídeo do ataque do cachorro, culpa do aparato mandado pelo governador de Estado:



Há algo a dizer disso senão repúdio? E tem mais coisas a citar (mas quem quiser saber mais procure os blogs com informação) só que estou enojado.


O ato de agressão foi tão repulsivo, principalmente pelo alvo (professores), que causou espanto e perplexidade no país e fora do país, porque um governo de estado que ataca professores dessa forma com mais de 200 feridos, e feridos grave, a meu ver (é opinião pessoal) perdeu a legitimidade, sem falar no golpe previdenciário sendo votado à revelia da vontade popular e os professores sendo reprimidos desta forma por serem contrário ao golpe na Previdência deles.

A quem não sabe, inclusive há milhares/milhões de brasileiros que não sabem, quem comanda (é responsável) a polícia militar, que é a polícia que é responsável pela parte repressiva, é o governador de Estado (Unidade da Federação).

Toda vez que há um choque deste tipo o povo mais ignorante não sabe a atribuição de cada poder do país e suas divisões. Mas se não sabiam agora sabem.

Antes de tudo, a princípio este é um problema da população daquele Estado, a princípio pois atinge a todos no país. Mas digo isso porque não gosto quando alguém de fora, principalmente do eixo econômico que dissemina ódio regional via mídia há décadas, quer de forma imprópria interferir (emitir opiniões cretinas, ignorantes) em assuntos internos, então adoto o mesmo princípio de tentar não emitir comentários se não forem algo nacional, mas este é um caso que transcende a fronteira regional/estadual, e passível até de intervenção federal.

Não dá pra qualquer pessoa, principalmente nacional, não emitir uma nota de repúdio pelas cenas que se viu desse ataque que poderia ter resultado em mortes. Solidarizo-me com o povo atacado.

Que fique registrado também pra ala reacionária ou idiotizada da população, que vez por outra vem aqui também escrever besteira, e que tira selfie com aparato repressivo que ataca professores: não me venham mais com desculpa esfarrapada com grita dizendo que querem "melhor educação". Isso é e sempre foi papo furado.

Não se vê uma palavra dessa horda de protofascistas com "discurso liberaloide" (ou nem tanto) que invadiram a Avenida Paulista (principalmente) nos dias 15 de março e 12 de abril criticando a agressão contra professores, quando qualquer cidadão comum, democrata, emitiria comentários de repúdio ao ocorrido.

Quem acha normal professores serem atacados desta forma, quem fica contra reivindicação justa de professores por melhoria pois sem isso não haverá melhora alguma de ensino sendo que os estados e prefeituras são quem mais detonam o ensino público do país (disparados), quer tudo menos melhora na educação. Estados e municípios (governadores e prefeitos) são os principais responsáveis pelo caos do ensino público no país.

Portanto, arrumem outra desculpa pra "protestar" (entre aspas) em avenida incitados por emissora de TV que deve mais de bilhão em sonegação (sonegação é crime), pois a maioria do povo já sabe que os tais protestos foram organizados por grupos extremistas que não querem melhorar nada.

O projeto político desses radicaizinhos de direita pro país é um Estado autoritário, repressivo com sucateamento gradativo do Estado brasileiro, tal qual já ocorreu no passado. O que se viu (a agressão aos professores) foi só uma forma (exemplo) de atuar (repressão) dos políticos que defendem este modelo econômico que tombou com FHC.

Como o povo brasileiro, pelo visto, tem memória curta, parece que precisa de um repeteco de cenas repulsivas como estas pra cair a ficha, coisa que já ocorreu em 1988:
Massacre de professores em 1988 se repete

Quando disserem da próxima vez que brasileiro tem memória curta, de fato vou ter que aceitar. A maioria tem memória curta mesmo, por isso parte da população é facilmente manipulável pela mídia oligopolizada do país.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget