quarta-feira, 7 de maio de 2014

Ex-líder da Ku-Klux-Klan, detido por fazer "coisas" com um travesti negro em um carro

Frazier Glenn Miller quis livrar sua cara argumentando que havia contratado o travesti com a intenção de golpeá-lo, mas que no final "uma coisa levou à outra".

Segundo o então promotor federal J. Douglas McCullough, Miller foi detido "fazendo coisas que para o promotor não é cômodo dizer em voz alta".

"Sua detenção foi impactante devido às posturas pessoais que ele sempre teve", acrescentou McCullough sobre o agora confidente do FBI.

Frazier Glenn Miller, antigo líder da Ku-Klux-Klan, acusado de matar três judeus no Kansas no início deste mês, foi detido pela polícia de Raleigh há um ano quando fazia coisas comprometedoras no assento traseiro de um carro com um travesti negro, segundo informou o New York Magazine.

Segundo o então promotor federal J. Douglas McCullough, Miller, que havia fundado o Partido Patriota Branco da Carolina do Norte e atualmente é confidente do FBI, ele foi detido "fazendo coisas que para o promotor não é cômodo dizer em voz alta".

"Sua detenção foi impactante devido às posturas pessoais que ele sempre teve", disse McCullough, que não quis dar mais detalhes sobre o relatório do incidente.

"Os detalhes são bem mais lascivos e preferiria não dizer nada mais. Creio que os fatos falam por si mesmos e as pessoas podem tirar suas próprias conclusões sobre a incongruência de suas ações", acrescentou.

Miller, de 73 anos, quis melhorar sua imagem argumentando que havia contratado o travesti com a intenção de golpeá-lo, mas que no final "uma coisa levou à outra".

O ex-dirigente da Ku-Klux-Klan escreveu uma vez: "Os homens brancos, para não se sentirem rechaçados por suas mulheres, se deitam com as que são negras, acelerando mais rapidamente seu próprio desaparecimento racial. A razão pela qual ninguém vê mais homens brancos e mulheres negras juntos em público é porque os brancos temem os negros".

Fonte: 20minutos.es (Espanha)
http://www.20minutos.es/noticia/2126012/0/exlider-ku-klux-klan/detenido/travesti-negro-coche/
Tradução: Roberto Lucena

Comentário: pra quem "pegou o bonde andando". Esse post está relacionado a este aqui do dia 15 de abril, do atentado cometido por este Frazier Miller um dia antes com vítimas fatais, supremacista branco e ex-membro da Klan, nos EUA.

É curioso que um cara que vive uma neurose constante com discursos e crença de "superioridade racial" tenha essas taras "raciais". O que mostra como são dissimulados.

Como eu havia comentado, eu iria fazer um post mostrando a ligação dele com os negacionistas, mas como não daria pra salvar as páginas antes de colocar os links (pois poderiam apagar), eu resolvi deixar de lado pois havia chances dos "revis" que publicaram coisas junto com ele, apagassem links, mesmo sendo de sites estrangeiros. Inclusive uma "revi", C. Yeager (confiram este link pra ver quem é) tinha um post sobre esse cara no site dela, não sei se ainda está lá mas caso tenha apagado eu cheguei a salvar a página (por via das dúvidas).

Como é citado no link acima sobre o Partido Nazi dos EUA o qual ela fazia parte, o site tece umas loas ao atirador do massacre de Virginia Tech. Resumindo a questão: tudo "gente boa" e bastante "equilibrada" (conteúdo muito irônico pros mais desavisados que não prestarem atenção às aspas).

Pelo que citei acima, é por essa razão que é tão ruim fazer um post sobre o assunto com crime no meio. Os "revis" podem sair apagando rastros do que é publicado embora a polícia daquele país já deva ter visto (e salvo) os rastros desse cara.

Vou tentar fazer o post depois, mas não garanto, pois é bem chato tirar prints de páginas antes pra postar, principalmente de algo bem visível.

Alguns "desavisados" ou gente dando uma de "João-sem-braço" adoram fazer perguntas idiotas do porquê se "associa" neonazistas, supremacistas com negadores do Holocausto. É esta a razão desses posts, mostra como uma coisa anda bem junto da outra porque a maioria deles costuma negar ou "ignorar" estes fatos. Se chegam a negar os crimes dos nazis, negar (cinicamente) essas ligações entre extremistas de direita e negadores chega a ser o de 'menos'.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget