sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Sugestão de leitura: o crime metódico, de G. Zastavenko

Capa do livro em português.
Imagem colhida na internet.
Há muito tempo que deveria ter feito esse post mas acabava, ou esquecendo, ou deixando pra depois e nunca fazia, que é sobre um livro chamado "O crime metódico", editado/organizado por G. Zastavenko, que saiu no Brasil com tradução de Zeferino Coelho há várias décadas e não foi relançado.

Vou ficar devendo a fonte da informação e a citação é de cabeça, mas aparentemente o livro original é russo, pois há uma versão em russo desse livro (em cirílico, alfabeto russo) e o editor/organizador aparentemente é russo, só que não há muita informação sobre ele. O livro foi provavelmente traduzido do russo pro francês pois sua edição é antiga e em francês e também muito provavelmente depois a tradução brasileira deve ter sido feita em cima dessa edição em francês. O Daniel tem o livro e pode dar mais informações sobre ele.

Para mais informações, o livro está catalogado no Worldcat e no site idreg no link abaixo (mais detalhadamente), segue o título dele em francês:
Le crime méthodique. Documents eclairant la politique de l'Allemagne nazie en territoire sovietique de 1941 a 1944/ [Documents réunis par: G. Zastavenko .... et al.]

E conforme citei acima (li as 'infos' enquanto escrevia o post), o livro é de 1963 (bem antigo) e foi escrito originalmente em russo (informações no link acima).

Livros como esse não são relançados no Brasil enquanto são lançadas porcarias "revisionistas" como o livro do Suvorov (um "revisonista" russo que tenta florear a imagem de Hitler), The Chief Culprit. Este fórum VNN é um fórum neonazi/racista estrangeiro, coloquei o link dele propositalmente pra mostrar como os "revis" adoram este tipo de livro. E pra me antecipar para evitar ler mais cretinice de "revi", um aviso pros mesmos, poupem-me de bla bla bla (retórica) tentando florear o pilantra do Suvorov, esse cara é um picareta e não a toa é ídolo do credo "revi". Mesmo porque vocês não discutem, só fazem pregação e não sou religioso.

Mas deixando esses pontos divergentes de lado, a sugestão é pra quem não tenha ouvido falar no livro ler os trechos do livro colocados no blog do Daniel, Avidanofront, que tem vários posts com trechos importantes do livro que é farto em documentação, clique no link e confira: http://avidanofront.blogspot.com.br/search?q=crime+met%C3%B3dico

A sugestão também vai pros revimanés (vulgo "revis" ou negacionistas), para ao invés de lerem besteira em sites antissemitas/neofascistas que negam o Holocausto (pra reforçar suas crenças paranoides), lerem um livro de verdade sobre segunda guerra.

7 comentários:

Daniel Moratori disse...

Que vergonha, seu livro está aqui em casa, embalado já e não enviei. Semana que vem mando, pois nem estou tando tempo de respirar, tenho pré banca na faculdade semana que vem, reta final. Estou na hora do almoço aqui no serviço.

Esse livro é excepcional, estou realmente pensando em repassa-lo integralmente ao blog, pois não tem jeito de encontra-lo. Os documentos destroem qualquer "mimimi" "revisionista".

Sobre a tradução, também acho que saiu do russo, sendo traduzido ao francês e consequentemente ao português. Só uma observação, é uma versão de Portugal, não brasileira. Isso é um dos motivos de encontrar tão poucos, pois acho que já deve ter saído uma tiragem pequena.

O "El Holocausto En Documentos' também vai, tirei a copia pra você e o Leo. Esse é mais completo ainda, mas é em espanhol, mas da para ler tranquilamente.

Daniel Moratori disse...

Só uma adendo, vou mandar por email(os quais não li e não respondi ainda por causa do Trabalho de conclusão de curso - me desculpe) mais tarde um fato curioso que na primeira vez li e me passou despercebido, estou relendo e notei.
Um SS (esqueci o nome dele no momento) que pegava uma criança judia e usava como mascote(bem tratado - tinha até um pônei para passear livre pelo campo) dentro de um Campo de Concentração, usando-a para matar judeus na diversão. E sobre colocar judeus enforcados na porta do campo de concentração, de decoração. Depois te mando, mesmo sabendo que você vai torcer a cara pra fonte secundaria...hahahaha

Roberto disse...

Daniel, quanto ao livro, nem se preocupe com isso, o post não foi pra lembrar do livro (rsrsrs), é que eu ia fazer um post sobre esse livro desde 2011 ou 2012 e toda vez acabava esquecendo de fazer pois não deixava no rascunho e com a brincadeira acabava sempre deixando pra "depois", aí tomei vergonha e fiz o post de uma vez citando o livro que você literalmente cavou/desenterrou.

Não sabia que era tradução portuguesa mas quando fui colocar a imagem da capa do livro tem ele em sebos de Portugal, pensei que era edição brasileira pois costumava sair muito disso nos anos 60 (exemplo: a biografia de Hitler de John Toland, nunca relançada, ou mesmo o livro A Guerra Civil Espanhola de Hugh Thomas).

Roberto disse...

Esse episódio que você citou acima me lembrou de uma foto que vi faz tempo, e acho que até consegui localizá-la depois (difícil vai ser achar isso nos rascunhos) que era sobre um "jogo" que guardas ou soldados de campo de concentração faziam com prisioneiros com fome.

Se eu achar a foto eu comento isso lá. E sobre genocídio o que não faltam são fotos chocantes mas essa em especial sempre me causou fúria de imediato só em ver.

Daniel Moratori disse...

Eu que não tomei vergonha na cara e te mandei ainda, não passa da semana que vem, tenho que comprar o plastico bolha, mas sempre esqueço. Esse livro foi um achado, ainda mais em português.

Esse A Guerra Civil Espanhola de Hugh Thomas eu tenho,comprei em um sebo por uma merreca, mas ainda não li.

Sobre livros, aproveitando, estava fazendo a relação de todos que eu tenho,quando terminar, podemos fazer uma atualização na bibliografia sobre Holocausto e 2ªGM.

Fotos de crueldade são chocantes.

Roberto disse...

Daniel, nem se preocupe com o livro, pode relaxar quanto a isso.

Sobre o livro do Hugh Thomas, dizem que é o mais completo (ou no caso, é um livro referência) sobre o assunto (guerra civil espanhola), embora tenha os do Stanley Payne e o mais recente do Paul Preston (Holocausto Espanhol).

É um livrão esse do Hugh Thomas e nunca relançaram esse livro no país, incrível a quantidade de títulos de qualidade que saiam no passado no país e o que lançam hoje em dia (que eu ironizo chamando de "perfumaria" pois não abordam o assunto na totalidade e nem profundamente).

Sobre a atualização da bibliografia sobre Holocausto e 2aGM sempre bem-vindos as atualizações, e são posts importantes pois são muito clicados e o povo quando procura por bibliografia (a maioria costuma ficar pelo primeiro resultado que acha) dificilmente dá de cara com algo acessível e com títulos importantes (sem ser os de "perfumaria").

Roberto disse...

Sobre a foto que mencionei acima, vou ficar devendo e vou tentar procurar de novo. Eu tinha certeza que havia salvo isso em algum rascunho mas o que eu tinha marcado não tinha a foto que citei que é a de guardas nazis colocando prisioneiros pra brigar por comida. Foi uma das primeiras fotos que vi na rede sobre o genocídio e incrivelmente hoje em dia você não encontra a foto facilmente (já procurei muito mas vou continuar a procura da foto, não é uma foto totalmente desconhecida, tinha uma cópia dela inclusive naquele jewishlibrary).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget