sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Gottfried Küssel - Líder neonazi austríaco condenado a 9 anos de prisão

Líder neonazi austríaco condenado a 9 anos de prisão
Por Rachel Hirshfeld
Publicado em: 15/01/2013, 1:46 AM

Prisão (foto)
Um tribunal de Viena condenou uma figura que é líder neo-nazista na Áustria a nove anos de prisão por seu envolvimento no lançamento de um site de extrema-direita que glorifica o nazismo.

Gottfried Küssel, 54, é "uma figura de destaque na cena de extrema-direita" e já havia sido condenado por problemas semelhantes, incluindo uma condenação de 11 anos em 1994, disse a juiz,a Martina Krainz, anunciando o voto do júri de 5-3 por sua condenação.

A plataforma de discussão "Alpen-Donau" foi fechada no mês passado, depois que promotores em Viena pediram a seus homólogos nos EUA para dar assistência pelo fato da página ter funcionado através de um servidor localizado nos Estados Unidos, o que impossibilita os oficiais austríacos a tomarem medidas, informou o The Austrian Times.

Krainz disse que a Internet é crucial para espalhar a ideologia neo-nazista, que é proibida na Áustria, e, por essa razão, o tribunal havia imposto uma punição severa a Küssel, bem como a dois outros réus que receberam sentenças de prisão de sete e quatro anos e meio.

Gottfried Küssel
O advogado de Küssel, Michael Dohr, disse que vai recorrer da condenação. "Eu esperava uma absolvição por causa da prova muito tênue. Havia apenas provas circunstanciais, não mais que isso", disse ele em comentários transmitidos pela rádio pública austríaca ORF.

De acordo com o The Austrian Times, Küssel também é suspeito de esconder uma instalação onde os neonazistas podiam se encontrar em Viena pela marca da propriedade que funcionava como uma "lanchonete nacional de comida orgânica."

Dezenas de nacionalistas e skinheads tomaram as ruas da cidade alemã de Dortmund na noite de terça-feira para protestar contra a prisão de Küssel.

Oskar Deutsch, líder da comunidade judaica de Viena, disse recentemente que o número de incidentes antissemitas no país quase dobrou em relação ao ano passado.

Deutsch disse ao jornal Kurier que a comunidade judaica registrou 135 incidentes desse tipo no ano passado, em comparação a 71 ocorridos em 2011.

Fonte: Arutz Sheva/The Austrian Times
http://www.israelnationalnews.com/News/News.aspx/164190
Tradução: Roberto Lucena

Curiosidade, matérias do El País (Espanha) de 1991 e 1993 com o Gottfried Küssel:
1. Criar o IV Reich. O líder dos neonazis alemães ressuscita as ânsias imperiais
2. Um tribunal austríaco condena a dez anos de prisão o neonazi Küssel

***

Comentário: uma vez chegou um email pro blog perguntando, cínica ou tolamente pois não acredito que uma pessoa que tenha contato com o negacionismo não veja de imediato a ligação da negação do Holocausto com grupos neofascistas, qual a ligação entre neonazis e negação do Holocausto. Ou foi sobre isso ou sobre o David Irving, mas o teor da pergunta ia nessa direção.

Particularmente acho que nem seria o caso de se responder mais uma pergunta dessas, ou por ser algo óbvio demais e também por falta de paciência (pergunta óbvia demais irrita), mas fica aí o registro com um monte de provas e reportagens mostrando a ligação umbilical entre neonazismo, extrema-direita fascista e negação do Holocausto. Querer negar algo tão escancarado, ou é desonestidade intelectual, ou desespero de simpatizantes desse tipo de credo não assumindo o que defendem (ou ambos).

Só mais um aviso já que há perfis com a cara-de-pau de dar uma de "joão-sem-braço" pra vir aqui comentar fomentando picuinha como se ninguém tivesse "entendido" a real intenção disso: a quem queira comentar a matéria? À vontade, de preferência sem fakes. Mas por favor, não tragam fofoca citando sites "revis" brasileiros aqui pra tentar fomentar "discussão" (idiota) pois o pessoal sabe quais as fontes de propagação "revis" no país e portanto não precisa ser "alertado" sobre sites, tampouco o blog não vai servir de meio de propagação dessa lixarada. Qual a razão do aviso? Simples: posso não publicar comentários desse tipo ou deixar passar pra descer a sola no conteúdo do comentário. Dúvidas? Favor ler o post e os outros posts com avisos (clicando na tag do post): Divergências políticas.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget